Visitas espaçosas... (reeditada)

Essa postagem foi publicada por ocasião da quaresma (13/03/2011) deste ano e era uma homenagem a uma pessoa muito especial em minha vida - a minha prima Rizê.
Acabei de receber a notícia que ela sem fazer as malas ou avisar a ninguém, foi embora morar com Papai do Céu. 
Está doendo demais no peito a notícia, pois além de ser uma pessoa queridíssima, era uma seguidora e incentivadora de cada postagem aqui do blog, embora não estivesse ali na galeria. Todos os dias me mandava e-mails e comentários no orkut. Seguia também a maioria dos blogs que eu sigo, só que fazendo os comentários de tudo que lia apenas comigo. Então, muitos de vocês também perderam essa seguidora anônima, mas constante.
A história do noivado onde todas nós comparecemos com blusas iguais era o dela.
Rizê era uma Historiadora, professora, mãe de três filhos,netos lindos e que com os seus 55 anos, mesmo já podendo se aposentar, optou por continuar fazendo o que amava. Entrou de férias esta semana e ia dar uma viajada para descansar um pouquinho. 
Mudou de rumo na viagem. Foi se encontrar com Vovó Guidinha lá no céu. 
Quando olharem para o céu e perceberem uma estrela com um novo brilho, podem ter certeza que é ela que já está por lá iluminando a todos com o seu sorriso irradiante.






Que bom, o "primoutono" já está chegando, sinal que o "primoverão" está fazendo as malas pra dar no pé! Ufa, como a visita foi espaçosa e cansativa dessa vez...  Logo começo a pegar nas minhas agulhas e  novelinhos de lã!

Falem sério, quando viram o título do post pensaram que eu ia malhar alguém, né não? rsrsrsrsr .Enganaram-se. Levo o período da quaresma a sério e tento sempre depois dela, crescer como pessoa. Acho que tenho conseguido a cada ano melhorar um tiquiiiinho. Peço que Deus me dê a graça de chegar ao centenário, provavelmente aí estarei no ponto, kkkkkkk.

Tenho um gosto enorme pela vida e se depender de minha vontade, quero ficar bem velhinha... viver até o "bota a velha no sol, tira a velha do sol", só imploro que não me esqueçam lá, minha pele é muito branquinha e a resistência é pouca...

Minha avó Guidinha sempre dizia que envelhecer é muito bom, pois os problemas deixam de ter a importância que tinham, você fica mais leve , embora comece a arrastar os chinelos... Por enquanto estou no salto! Talvez por isso ainda tenha um montão de problemas... Me consolo com a certeza de que se não resolvê-los, é só esperar o tempo passar que a minha visão em relação aos dito cujos vai mudar (uau!!!dito cujos é forte... pelo menos vocabulário de velho já tenho) .

Penso que "envelhecer" é adquirir a capacidade de saborear a vida. É guidinhar. Tenho uma prima que hoje observou minha invencionice de um novo verbo: eu guidinho, tu guidinhas... 

Quando se é muito novo, a gente tem a necessidade de  beber tudo em um gole só, comer cada minuto sem mastigar. Nossa, como o tempo muda isso! Costumo dizer que madeira nova e verde custa a dar um fogo que ilumine, bom é ser lenha que quando acesa aquece e clareia a todos que estão em volta.

As visitas espaçosas a que me refiro, são as fases que precedem tudo isso. As fases da imaturidade, ansiedade, futilidade... Viva o outono que está chegando em minha vida! Época de colher frutos...

Gente, cada dia eu guidinho mais.

Este post é em homenagem a essa aí, minha querida Rizê, que resolveu guidinhar também.

11 comentários:

Renatha postou o comentário número:

Adoro seus posts Rê... Vc tem um jeito calmo e sereno de lidar com as palavras... Isso me encanta!

Realmente envelhecer deve ser muito bom... Principalmente quando se tem bons frutos à colher não é?!

Beijos linda!

Favo de Mel postou o comentário número:

Oi menina, adoro lê o que você escreve, mesmo sendo sua realidade contagia a nossa também. Renata você já pensou em escrever um livro com esses comentários que escreve no blog. Seria muito legal. Um beijão.

Adriana postou o comentário número:

RENATA, adoerei a parte "põe do sol, tira do sol..." dei risadas com vc!!! Querida, a vida é um dom de Deus!!! Vivamos com sabedoria!!!
Tuas palavras me ajudaram a crescer, hoje o dia tá muuuito pesado por aqui...

beijinhos!!!

Tete Fontes postou o comentário número:

Oi Renata!
Vir aqui é como um bálsamo p/ nossas vidas! Você é uma pessoa alegre, e me faz muito bem! Ler o que você escreve, é bom demais. Dou várias rizadas e fico leve feito uma pluma! Viu como vale a pena?
um beijo
Tete

Ana de Geo postou o comentário número:

Oi, Renatinha!
Você me mata conjugando esses verbos... hehehe
Adoro!
Olha, eu amo seus posts, mas esse, sempre com um toque de humor, é um dos mais belos que já escreveu!
Sua avó tem muito pra nos ensinar!
Beijos pra ela e fica bem!
Ana de Geo

Rosiane Teixeira postou o comentário número:

Muito legal seu post. Também não quero morrer tão cedo kkk, viver é bom.
bjk flor
www.rosianeteixeira.blogspot.com

Casinha de Açúcar postou o comentário número:

Rêêê, obrigado pelo carinho !!! Você parece ser uma pessoa muito especial... Quando decidirmos o nome do garotão eu aviso...
Beijos

Ju

Cleide Ana Rota postou o comentário número:

É, amiga... Com o tempo aprendemos a saborear não apenas as comidas; mas a vida! Um brinde com um bom e velho vinho ao novo verbo guidinhar; tim, tim... Beijos duplos pra ti; Cleide e Heloísa.

Ana Paula Pales Moreira postou o comentário número:

lindo....adorei esta homenagem...belas palavras...

Leninha postou o comentário número:

Renata muito querida,não sei o que aconteceu comigo,depois que vc anunciou o sorteio do livro não voltei aqui,pois sempre você dá um espaço entre suas postagens e também porque falou que seu computador estava com problemas "existenciais",mas hoje até falei com minha irmã que você estava sumida demais.Preocupada,cheguei aqui e logo corri para o computador(tive que esperar minha irmã arrumar as salas)e estava sentindo que precisava falar com você sobre o Dia do Amigo,você que sabe conjugar tantos verbos e sabe tanto sobre ser AMIGA.Pude,então,constatar o motivo que estava me conduzindo para você...fiquei muito triste ao saber de sua perda,mas,como você mesma diz,sua prima só mudou de local,deve estar junto da tão querida "Vó Guidinha",lendo suas postagens,comentando com ela e dando boas risadas.
Fique em paz,minha querida,que Deus te proteja e auxilie neste momento.
Beijos e um enorme carinho´
Leninha

Helena Compagno postou o comentário número:

Oi Renata, continuo aqui lendo seus posts antigos, pois com essa janelinha "categoria" encontro tudo fácil. Meu marido está em viagem, as filhas cada uma com seus assuntos, deixei a tv, o livro, o Estadão e vim aqui ler sua vida, que parece bem boa, engraçada e leve... tô enganada?
O bom de comentar em posts antigos é poder ficar meio no anonimato porque acredito que dificilmente alguém, além do dono do blog, lerá os comentários. Tô enganada?
Beijos

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...