O sorriso da xícara...


Nem preciso dizer que o relato a seguir é fato. Hoje penso que a família é surreal.
Os nomes aqui serão fictícios.
Pensei muito antes de contar a história e cheguei à conclusão que mesmo sendo ao mesmo tempo  macabra, constrangedora e cômica, depois de tantos anos os protagonistas já assimilaram a coisa e se divertem também.

Na década de 70,  tia Amélia estava às voltas com a visita de uma comadre chiquérrima que morava em Copacabana,  Dona Virgínia e sua família.
Todos na casa estavam preocupados em fazer as honras da casa, da melhor maneira possível, tentando agradar tão ilustres e queridas visitas.
Maria, filha da tia Amélia, era adolescente e começou a querer mostrar serviço. Enquanto tia Amélia fazia o café e organizava as guloseimas para o lanche, Maria foi colocando a mesa. As mais finas peças de porcelana.
Tudo pronto, as visitas foram convidadas a tomarem os seus lugares à mesa. Para a comadre Virgínia foi reservado um lugar especial.
Quando Dona Virgínia levanta a xícara para se servir do café, SURPRESA! A xícara estava sorrindo para ela. Acreditem , uma prótese dentária inferior (dentadura) de tia Amélia, havia sido guardada em baixo dessa xícara, obviamente por ela, no fundo da cristaleira. Maria, que não estava acostumada a fazer nada dentro de casa, aquele dia era mais exibição, não verificou nem mesmo se as xícaras estavam limpas, quando pôs a mesa. Tia Amélia que não usava nunca esse aparelho de chá, tinha tido a infeliz idéia de guardar ali  parte do seu "sorriso"...

Alguém pode imaginar o constrangimento da família?

O desfecho da história fica por conta da imaginação de cada um...
 
Acho que se fosse comigo, sairia correndo, viraria maratonista e daria a volta ao mundo... Dificilmente essa tal comadre colocaria os olhos em mim novamente. Bom, isso em outro tempo, hoje mesmo com essa "saia justa" cairia na gargalhada, pois a falta de humor não resolveria a situação...

Devemos ter cuidado em guardar os objetos... Tudo deve ter o seu devido lugar, para evitarmos sustos!

Embora possa parecer que viva inventando causos, garanto que minha mente não é tão criativa assim...



14 comentários:

Rô... postou o comentário número:

oi Renata,
bom dia..

adorei,
meu Deus,
mas parece que quanto mais cheia de dedos é a pessoa piores são os resultados...
se ela fosse mais simples,
provavelmente não teria ocorrido nada...

mas nada como começar a semana com todo bom humor...

beijinhos e espero que sua Páscoa tenha sido bem docinha

Juliana postou o comentário número:

Boa história...também acho que tudo deve ter seu lugar!!!
Beijos e boa semana!
http://mentevaziaeoficinade.blogspot.com/

Mari Hart postou o comentário número:

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.... rendeu ótimas gargalhadas nesse início de segunda-feira! ahuhuahahuhau.... que figuras!!!

Bjão!

maristela postou o comentário número:

Adoooro suas histórias. E que família hem...rs...rs...
bjs

Maria Alice Marques postou o comentário número:

Olá... obrigado plo seu simpático comentario e por ser minha seguidora também já estou na sua lista...gostei da historia é hilariante!
Um beijinho desta sua amiga virtual...

Lúcia Bezerra de Paiva postou o comentário número:

"Dona" Guidinha, venho Da Cadeirinha, contrita com meus sérios pensamentos pascoalinos, e você me provoca essa descontração tamanha..rsrs...só tenho a agradecer, por começar a semana tão humoradaments...VALEU!
Obrigada, pelas gentis palavras, você me emociona, com seu carinho. Deixei uma resposta, maior, lá>>>
Beijinhos
Produtiva semana, amiga

flavia postou o comentário número:

Renata demorei mas postei os paninhos lá no meu blog.No post sobre a páscoa, obrigado bjs e passa lá quando puder.

Leninha postou o comentário número:

Querida Renata,ri sozinha do seu "causo"e fiquei pensando em uma pessoa que conheço q tbém gosta de aparentar uma coisa q não é sempre ao receber uma visita dita de"cerimônia"...arma um cenário e modifica tudo em casa prá fazer "bonito" para determinadas pessoas.Meu pai sempre dizia:quem não pode com a mandinga não carrega patuá...ou então:jacaré comprou cadeira e não tem bunda prá sentar. Mas,preciso lhe agradecer pela alegria que trouxe à minha solitária manhã...vc me fez lembrar as noites da fazenda,qdo nos reuníamos ao redor do fogão à lenha prá contar "causos". Bjssss,Leninha.

Helena postou o comentário número:

pois é renata...nem me fala... o mais dificil foi que os meus paninhos pra michele demoraram mais de 15 dias pra chegar...imagina? de bh pra sp...fiquei quase louca...logo eu que organizei a troquinha ia atrasar o prazo que estipulei...nem dormi...
e o medo de alguém enviar e não receber os panos...teria que tomar uma atitulde né...ganhei uns cabelos brancos viu!
Mas no final de tudo o que vale são as amizades que a gente conquista....
e olha...que mesmo sem tempo e sem espaço no meu apê, tenho agora um desafio: cultivar meu girassol!
eu AMEEEI!...confesso que to morrendo de medo..pq nunca cuidei e uma plantinha sequer na vida....mas vou aprender.
Depois vou postar meu presente la no blog viu!
Ah! e ele chegou pra mim através das mãos do meu amor no domingo de páscoa. fiquei muito feliz!
beijos e obrigada pelo presente.

Favo de Mel postou o comentário número:

Estou te visitando para deixar um mimo que recebi da minha amiga Jose.https://lh4.googleusercontent.com/-drhDNXdZO1E/TWh-vCB7ylI/AAAAAAAAARw/mA-mUJQehAE/s1600/selinho21.jpg

♥ Florzinha ♥ postou o comentário número:

O duro é que esses "causos" acontecem mesmo! As vezes a gente presencia cada pérola...rsrsrs...
Beijos! ♥

Ana de Geo postou o comentário número:

Oi, Renatita!
Essa história é mesmo "um causo"!!!
Obrigada pelos comentários lá no cantinho, eu te agradeço de coração mesmo, e te faço um pedido: que vc ore pelo meu ministério com aquelas crianças, pois ele só faz crescer, como vc pode ver, chegando o Davi, então!
Aí é que eu preciso de força!
Um beijo bem grandão pra vc!

casa de professora postou o comentário número:

Querida Renata, vou ler todos os dias o seu blog, achei o que estava faltando para alegrar os meus dias e me fazer dar umas boas gargalhadas na frente do PC, kkkkkkkkkkkkkkkkk...divina a sua maneira de fazer um evento se tornar uma aventura familiar...bjs!

Helena Compagno postou o comentário número:

Renata, não disse que achei seu blog profundo? agora voltando para ler mais coisas, descobri que ele é também, engraçado! adoro isso.
"vó, você esqueceu a sua risada no banheiro!" foi o que disse a minha filha, ainda pequena, quando notou que a vó tinha esquecido a dentadura no banheiro. Criança diz cada uma...

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...