Meu cotidiano...


Preparei uma grande panela de canjica para Igreja. Não tinha uma do tamanho ideal, então trouxe uma emprestada da cantina  lá da paróquia. Levei horas cuidando para tudo dar certo... Canjica pronta saímos meu marido e eu, carregando a imensa panela. Na porta do elevador uma das alças se solta e todo o conteúdo vai para o beleléu...  Nossa reação? Rir para não chorar! De quebra, no dia seguinte, tivemos que providenciar o conserto da panela. Canjica agora? Só em pequenas quantidades...
 No momento estou adepta dessa canjica aqui! (não é propaganda, mas que a coisa funciona é certo.)


Estávamos sentados em volta de uma grande mesa na varanda da casa de um primo. A conversa  rolava bastante animada. De repente surge uma criança (filho desse primo, moleque levado que só ele) vinda do teto e cai sobre a mesa. Esse "bichinho" subiu no telhado sem que ninguém percebesse e afundou junto com tudo. Por milagre ninguém se machucou, mas a reforma do telhado deve ter ficado uma baba. Cuidado, crianças surgem de todos os lugares!



Acho que a expressão "bolo formigueiro" nasceu lá pelas bandas de minha família. Aconteceu um casamento que na hora do bolo ser servido... Surpresa! Todas as formigas do mundo haviam resolvido morar dentro dele...



Casamento para acontecer. Noivo e convidados já na igreja. O tempo vai passando, passando e nada da noiva chegar.  Momentos depois todos são avisados que a "princesa" desistiu do casório. Burburinho geral, gente passando mal para todo lado. Família do noivo vai para casa. Cunhada solícita corre para preparar um café rapidamente tentando acalmar os ânimos. As xícaras são servidas com gosto. Só se vê gente  correndo e cuspindo , o conteúdo do que se julgou ser um açucareiro era sal. A noite começou amarga e terminou salgada...



Diálogo de meu sobrinho mais novo (quatro anos), com minha mãe, nesse último final de semana:
- Vó, cruz não fica no alto?
- Como assim?
- É vó, cruz não é uma coisa bem alta?
- É , é sim. Por quê?
- Quando eu faço alguma coisa errada, minha mãe coloca a mão na cabeça e diz " Meu Deus, eu joguei pedra na cruz!"... Vó, como é que ela consegue?
- ?????




Na postagem anterior, falei sobre a minha fé. Não tive a mínima intenção de converter ninguém. Recebi muitos comentários que não publiquei, por acreditar serem inoportunos, tentando usar o espaço do Cerca Viva como doutrinador. Insisto em acreditar que ser cristão não é proclamar doutrina. É basicamente postura de vida. A Bíblia pode ter diversas interpretações dependendo de quem a esteja lendo. Nela encontro Deus que ama, mas alguns tendem a encontrar um Deus que separa. Não vou julgar, apenas não colocarei esse blog a disposição de divulgação desse ou daquele segmento. Paz e bem aos meus irmãos católicos, evangélicos, espíritas, umbandistas, budistas, judeus, islamitas, hinduístas... ateus!

26 comentários:

Rô... postou o comentário número:

oi Re,

a cada nova postagem te admiro mais...
tem muita coisa boa e especial nos blogs,
mas minha amiga, tem também cada coisa por
aí,
que até Deus, ele mesmo, duvida!!!
se for pra fazer apologia a essa ou aquela crença,
melhor ir a um local apropriado,
blog não é o lugar mais adequado,
você concorda?
fez muito bem em não colocar os comentários,
porque se tem uma coisa que deve ser respeitada,
é a crença de cada um!!!
você foi perfeita,
e o seu cotidiano,me fez rir de montão...

beijinhos
geladíssimos

Helena Compagno postou o comentário número:

Renata,
Continue escrevendo coisas especiais para pessoas especiais...
e me considero especial por ser seguidora (e admiradora) de um blog tão especial. Adoro te ler.
Beijos e ótima semana.

katyla silva postou o comentário número:

Oi Renata,
em relação a essa canjica, eu também uso ela e posso garantir que funciona mesmooooo.
Depois vou colocar uma receita lá no meu blog, que eu fiz usando a canjica, fica óptima e a criançada adora (pelo menos as crianças angolanas kkk)!
bjx linda

Eva postou o comentário número:

Oi Renata, eu adorei teu cotidiano que bom humor amiga, quanta coisa, a da panela da canjica fiquei com dó e com agua na boca adoro canjica, anotei a marca, tomara que encontre por aqui, isso é que nem polvilho quando se encontra bom, anota a marca é raro, hehe, amei a pergunta do menino e a história do formigueiro, nooossa senhora me senti no pátio da casa embaixo de uma árvore numa roda de causos e chimarrão, ô coisa bem boa, obrigada minha amiga, um carinho só o seu comentário, guardei no lado esquerdo do peito, obrigada, bjos.

Cauê Santos postou o comentário número:

Oi Renata, ou Guidinha... hehehe
Tu sabes que, como diz um ditado gaúcho, eu "morri e vivi" quando li o teu comentário.
Fiquei meio assim, sem palavras e cheio de palavras com as informações que recebi através dela.
Fiquei passado... hehehehehe
Saber que serviu de incentivo para tu criar teu blog?
Saber que compartilhasse as mesmas idéias qnd visse os fatos na TV?
Saber que és mais uma que concorda com a brutalidade e sensacionalismo da mídia?
NÃO TEM PREÇO ! hehehehe
Mas olha, quero te agradecer DEMAIS por cada letra que tu me escreveu. Me fizesse um carinho tremendo comentando no blog !
Eu vim aqui três vezes já, e hj estou conseguindo comentar. E acredito que não somente eu, mas tu também tens muitas coisas a compartilhar na blogosfera.
E um conselho compartilhado, sempre tem pessoas dispostas a nos lerem e crescerem com nossas reflexões, daí sua importância.
Um beijo no teu coração
Com carinho, Cauê Santos

JUJU e LELÊ Artesanatos postou o comentário número:

Olá Renata,
Dei boas risadas com suas histórias, no bom sentido....rsrsr
Essa canjica também recomendo, ela é prática e rápida para fazer.
Obrigada pelo carinho.
Bjs e boa semana,
Lelê

Lucia Costa Siqueira postou o comentário número:

Oi
Minha querida amiga
Estou em falta com vc
Tão atenciosa e carinhosa comigo
Mas me perdoe por nem sempre comentar
Leio suas cronicas,mas vou sem comentar
Mas amo,por isso venho até aqui sempre
Agradeço a vst e seu carinho adoro
Um grande bj

Leninha postou o comentário número:

Renata querida,embalada pelos roncos da Ariel e pelo ressonar de minha irmã,li a sua crônica do cotidiano...ri muito você tem o dom de transmitir os fatos sob forma de comédia...e o trágico vira tragicômico.E o elevador,menina,que trabalheira prá limpar...se fosse comigo,eu ficaria muito brava...
Não sei porquê você não está conseguindo comentar no Sonhos,fui até lá agora e postei um comentário normalmente.
Bem,vou dormir que amanhã terei que fazer uma grande limpeza aqui(não farei apenas o caminho da noiva)
Ah,parece que eu vim trazer o frio,né?é o que estão me dizendo por aqui...
Bjsssss carinhosos amiga querida,
Leninha

Lucinha postou o comentário número:

Renata,

Falando da canjica, fiquei imaginando a cena.kkk Tive que rir, mas serviu de lição, como você mesmo comentou. Agora só em pequenas quantidades.

O menino que perguntou da cruz...tadinho..kkkk É melhor deixar ele pensar que a cruz é bem alta.Rs

Guidinha, esse assunto espiritualidade é muito complexo, pois as pessoas,em alguns casos, confundem as duas coisas. Por esse motivo, achei melhor não ir longe no meu post, onde eu realmente queria chegar.
Aqui, os Cristão são mais unidos. Uns visitam os outros. Pra você ter uma ideia, outro dia, eu vi um convite para um concerto de música na Igreja Batista, no folheto da Missa (católica).
No coral da cidade, tem pessoas de todas as religiões.

Gostei muito de sua observação no final do post. Temos que acolher a todos.

Tenha um lindo dia.

Lucinha postou o comentário número:

Renata,

Apenas um observação: o post que comentei, foi sobre "espiritualidade', em comemoração ao aniversário da amiga Roselia do blog Espiritual-Idade.
Beijos

Líviany Moura postou o comentário número:

A forma com q vc relatou quase todos os "tristes" fatos foi otima, pareceu até piada!

Beijo grandeeeeeee menina!!!

Vou andar mais por aqui...bj

Anônimo postou o comentário número:

Renata, adoro suas histórias. A propósito, comprei o livbro Como um místico amarra seus sapatos e estou adorando. Obrigada pela dica.
Bjs
Maristela

Anônimo postou o comentário número:

Vim agradecer a sua visita, comentário e incentivo na nossa luta por uma educação digna e de qualidade.Peço-lhe que se puder, divulgue o meu blog na blogosfera. quanto mais apoio melhor para a nossa vitória!
Fraternais abraços.
http://professorabernadete.blogspot.com/

Kika Diniz postou o comentário número:

Olá Renata, ri muito com a história da canjica! hehehe acho que se fosse eu, ia sentar e chorar até!!!
Bjks!

equipeloveme postou o comentário número:

Olá!
Adoramos o post e o conteúdo do blog :)
Acabamos de postar sobre as novidades da ecologia em moda, dá uma passadinha por lá.. e se gostar, siga-nos =)
Uma ótima terça-feira para você!

Fadinha postou o comentário número:

Oi Renata, estarei sempre por aqui lendo os seus escritos. Você escreve muito bem! Seu bom humor é contagiante, gente sem humor é muito chata e geralmente não respeita nada nem ninguém. Fique bem. Bjs

Tete Fontes postou o comentário número:

Oi Renata!
Menina, você é muito divertida, sabe, precisamos de pessoas assim, bem humoradas, mas com os pés no chão!! Agradeço a sua visita e o seu comentário, Você é uma pessoa iluminada!!!
Beijos
Tete

Anônimo postou o comentário número:

Oi Renata,
obrigada pelo carinho.
Adorei sua visitinha no bloguito.
Que bom que gostou das minhas coisinhas. Adorei a caixinha de adoçantes, tem sido bem útil e já estou pensando até em fazer outras.
beijocas, e volte sempre.
Wanderleya, blog Teto doce

Carolina Lima postou o comentário número:

Renata,
acho que já disse mas acredito que não custa repetir: adoro suas postagens, a forma como você escreve.
E gostei das cenas do cotidianos, são as típicas histórias que pensamos que só acontecem com nós e ainda nos rendem boas risadas (depois do acontecido, é claro!).

Um grande abraço,
Carol :)
http://bembemsimples.blogspot.com

Corina postou o comentário número:

Oii Reanata querida!! Que desastre da canjica!! hummm devia estar deliciosa!! Kkkkkkkk.. que fofura criança, né?! Sempre nos surpreendem com suas observações de comportamentos e falas. Bjoss

Lúcia Bezerra de Paiva postou o comentário número:

Guidinha, isso é que é cotidiano, o "resto" é dia-a-dia hahahaha.....Você tem humor, verve, imaginação sei lá mais o quê, amiga. Adoráveis
essas suas croniquetas familiares.
Como é bom, vir aqui para rir e aspirar um bem
viver.
Boa semana! Beijos! Paz e mais amor!

Ana de Geo postou o comentário número:

Guidinha, é vc com suas comidinhas daí eu daqui... em toda festa da igreja levo o meu famoso cachorro-quente! Vc lembra que postei a receita? hehehe
Olha, canjica aqui no Nordeste é outra coisa, acho que a canjica daqui vcs chamam aí de curau... e isso que vc cozinhou aí chamamos de Munguzá! Mas isso é conversa pra um post inteiro! hehehe ai que confusão!
As suas histórias são demais! Criança caindo do telhado (eu já caí), noiva fujona, bolo cheio de formigas, café com sal (minha mãe pôs coloral uma vez)... olha, eu não sei o que faço longe desse blog! O correto é vir aqui todos os dias para me alimentar e começar o dia!
Quanto às críticas destrutivas, ignora... um dia nos veremos no mesmo céu... imagina o queixo caído dessas pessoas quando nos virem lá? Ora, vem, Senhor Jesus! Fica na Paz, Guidinha!

Ana Maria Braga postou o comentário número:

Gostei das suas historinhas. Sempre prevalecendo o bom humor.
Mas a canjica, que pena!! Aqui no nordeste canjica é outra coisa.
Adorei vc. voltar ao meu blog. Vim retribuir sua visita.
Não se abale com a opinião dos outros. Nunca iremos agradar a todos.
Uma boa semana. bjs.

Vera Lúcia postou o comentário número:

Olá Querida Renata,
Que bom que já esteja bem. Senti mesmo a sua falta.
Me diverti com os casos da família. Você os tornou mais cômicos com sua narrativa.

Quanto à sua ultima colocação, endosso inteiramente. Religião não se discute. Deus é um só para todas. Todos os caminhos levam a ELE.
Beijos.

Gratissima postou o comentário número:

Rêêêêê... consegui resolver, graças à dica que vc me deu uma vez sobre a Elaine Gaspareto...
OBRIGADA MEEEEESMO!
Meu filhotinho voltou a funcionar... hehehe...
beijinhos e tenha um ótimo final de semana...
Rô Gratíssima

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...