Andanças...


Por mais que tenha andado e ande circulando em viagens ou chegadinhas ali em um lugarzinho bem pertinho, o meu encantamento recai sempre em pequenos detalhes. Não consigo sentir isso ou aquilo, pelo local ser super estrela turística no mundo. Podem acreditar que cantinhos no Sertão do Cariri trazem-me lembranças mais enriquecedoras que poits capazes de deslumbrar meio mundo. Curto não o lugar em si, mas a companhia, o momento, as maluquices mesmo.
Assim faço festa em dias como o de ontem, onde fui "Saarar" (bater pernas no Saara) com a filhota mais velha. A mais nova não foi, pois estava ocupada (como ela sempre diz: "alguém tem que trabalhar nessa casa..."). Bem sei que não é o tipo de programa que minha mignon aprecia... 
Chegamos em casa acabadas, as pernas nem sentíamos mais e mesmo assim o dia foi pouco para tanto que ainda poderíamos ter feito. Andamos muito e nos divertimos outro tanto. Inclusive com uma situação hilária de um vestido que quase tem que ser comprado mesmo não tendo ficado na medida, pois na hora em que foi experimentado entrou no corpito com facilidade, mas para sair... Quase foi preciso chamar ajuda dos bombeiros.
Faço coisas esquisitas quando estou em minha andanças. Entro em tudo que é igreja que está de portas abertas  no caminho. Ontem não me lembro bem, mas acho que foram três as que visitamos. No meu caso é visita mesmo. Entro, desejo em pensamento um bom dia aos fiéis que ali se encontram, peço que Deus acolha suas necessidades, agradeço a oportunidade de estar ali e sigo o meu caminho. Eu sei que isso não é normal, no entanto sinto-me muito bem dando corda a essa minha esquisitice.
Estivemos na Igreja de Nossa Senhora da Lampadosa (Av. Passos, 15) que da última vez em nossas  circuladas por lá, passava por reforma e sua frente estava coberta de tapumes, com o acesso apenas por uma pequena passagem lateral. Bom, mas o que me chamou a atenção não foi o local em si e sim uma senhora muito elegante, com um porte que me lembrou ao da maravilhosa Carmen Mayrink Veiga nos áureos temos, pedia informações sobre a igreja e solicitava a possibilidade de ser recebida pelo pároco. O senhor que deu as informações disse que poderia dirigir-se a porta lateral  e lá depois da mesma, encontraria o que estava procurando. Foi uma cena muito rápida. Não imagino o que aquela senhora estava fazendo ali naquele momento, o que tinha para pedir ou oferecer. Só sei que me fez refletir sobre a necessidade humana ser democrática, embora as pessoas insistam em não ver a coisa assim. Tanto o corpo quanto a alma tem necessidades idênticas em toda a espécie humana. Podemos estar com os pés no chão ou calçados com as linhas "dolce&gabbana, Christian Dior, Gucci, Prada..." que continuaremos a ter fome do alimento material e espiritual. Alimentos esses, essenciais para a manutenção de nosso viver com dignidade.
Essa postagem não era basicamente sobre isso, na verdade queria dizer que o Saara tem muito mais que muvuca de compradores (gosto duvidoso o meu, mas adoro aquela confusão), tem essência humana circulando por todo lado e ainda é possível atravessar a avenida com coragem e dar uma entrada no Campo de Santana (Praça da República) que mesmo ainda sem o cuidado merecido, carrega a imponência majestosa da natureza pulsando no centro da cidade.
A cidade do Rio de Janeiro é bem mais que Cristo Redentor, Corcovado, praias, zona sul... Quem não circula pelo centro  nem imagina o que está perdendo... A alma carioca está ali. Essa alma é composta das mais diversas nacionalidades ou naturalidades, é a  mistura humana sem o glamour do turismo que passa despercebida de muitos, o maior encantamento desse cantinho do mundo.

                                        Campo de Santana- Rio de Janeiro/RJ

22 comentários:

Rô... postou o comentário número:

oi Re,

primeiro vim agradecer o carinho,
e os desejos de felicidade a nossa família,
que você fez tão lindamente,
e agora que passou o casamento,
vou retomando aos poucos a minha rotina,
sem contar com o trabalho que em época pré natalina acelera a todo vapor...
ufa,já me sinto cansada,
começo a trabalhar aos domingos também,
já no próximo,
e só paro dia 24 de dezembro as 18 horas,
ah, minha amiga,
como gostaria de parar com essa loucura de trabalhar aos finais de semana,
ter uma vida mais normal,
e poder curtir saidinhas com a sua,
que eu adoro,
também prefiro lugares inusitados,
acho que sou diferente de todos...
mas me gosto assim mesmo...

no meio da correria vou aparecendo...
beijinhos

Helena Silva postou o comentário número:

Renata, bom dia!
Deu vontade de estar ai com você, cada post aqui é uma viagem. Obrigada por nos proporcionar tudo isso. Tem uma mensagem muito linda que fala dos lugares que muitas vezes deixamos passar despercebidos. é do padre Marcelo.
Beijos
Lena

casa de professora postou o comentário número:

Como sempre seus gostos sempre vêm ao encontro dos meus, tb adoro lugares simples e exóticos, pois me sinto viva e alimentada em meus desejos mais estranhos, andei com vocês no saara e até parece que vi a igreja, a senhora e participei da muvuca...bjs!

Helena Compagno postou o comentário número:

Oi Renata, também curto demais esses passeios, futrico em tudo. Sempre vou ao RJ e acredita que ainda não fui nesse lugar? Deve ser como a 25 de Março de SP? Lembrei de você nesse feriado. Estava viajando para o "meu" Estado e o que se via nas estradas só flamboyant florido por todos os lados, maravilhosos, abundantes, repolhudos, vermelho vivo. E todo que via exclamava "olha que lindo!" As minhas filhas já estavam cheias desse comentário e antes que abrisse a boca elas diziam "já sei mãe, já vimos, que lindo!" Ah, que filhas chatas... voltava para o meu canto, murcha.
Boa semana

Ana de Geo postou o comentário número:

Oi, Guidinha! Que lindo post. Mesmo com a história do vestido (ri muito) mas mesmo assim, o texto me levou até os lugares que visitei, não sempre glamourosos, mas sempre muito bem escolhidos. Fica com Deus.

Leninha postou o comentário número:

Renata muito amada,boa tarde!!!

Você me matou de inveja com estas andanças pela Cidade(o jeito que sempre falávamos ao nos referirmos ao centro da cidade do Rio).Sempre fizemos isto,minha irmã eu(ela já faleceu),mas agora,tem séculos que não bato pernas por lá.Eu costumava ir muito a uma loja chamada Excander,logo no comecinho da Rua da Alfândega e lá comprava roupas de grifes famosas,que já haviam saído de linha,a preço de banana.E,todo final de ano era sagrada esta peregrinação...em julho também,porque eu passava as férias(enormes,naquela época),na casa de meus pais no Catete.
Agora,com dois irmãos que detestam "muvuca",tive que abdicar desta alegria...enorme,por sinal.
Mas agora,já sei como ir novamente...quando voltar de Minas.
Bjsssssss e muito carinho,
Leninha

Cacau postou o comentário número:

Oi Renata querida. Vim agradecer e retribuir sua visitinha ao meu bloguito. Li essa postagem acima e concordo plenamente com você. Sou de Recife e no mes passado fui com minha filha ao RJ. Claro que fomos ao Corcovado, praias etc...mas não deixei em hipotese alguma o centrão de fora de nossos passeios turisticos. Andamos muito a pé pelo centro, entramos no Saara, nos divertimos bastante. Foi maravilhoso nosso passeio a essa cidade maravilhosa.
Florzinha, já estou te seguindo tá? sempre estarei por aqui lendo suas postagens.
Um grande beijo
Claudia
http://cacau-aquiemcasa.blogspot.com/

Anônimo postou o comentário número:

Renata querida, também adoro essa muvuca toda. Da última vez que fui ao Rio andei (junto com marido e filhos) como uma camela por todo o centrão. Não conhecia a SAARA, mas fiquei conhecendo. Até achei bem arrumadinho...rs...rs... Quer coisa pior (ou melhor) que isso? Só a região da 25 de março em SP. Visitamos inclusive o Real Gabinete de Literatura, que fica alí na região da SAARA também, vale muito a pena.
Nessa (acho que só nessa...rs...rs...) esquisitice sou igualzinha a você. Quero sentir o "clima" do lugar, não ver coisas e lugares que todo mundo vê. Qualquer dia conto umas lá no meu blog.
Bjs
Maristela

Bruna postou o comentário número:

Ah, Guidinha, também adoro o Saara, com suas mil lojas, um povo que é a cara do Rio, com suas mazelas, necessidades, seus gostos, enfim. Concordo que o Rio é mais do que esses pontos tradicionais de turista, a verdadeira alma carioca mora no centro, especificamente entre a Uruguaiana e a Alfândega

Maria Suzete Retti postou o comentário número:

Oi Renata,
cheguei ao seu blog através da Elaine, a cerquinha convida a entrar bater na porta e sentar, papear e tomar um café, e qual não foi a alegria de logo de cara você falando do Cariri, que não conheço, mas tenho paixão por conhecer desde que meu filho e minha nora foram trabalhar lá e voltaram contando as histórias do povo, também gosto de conhecer gente e seu modo de vida, não só lugares para turistas, gostei de conversar com você e vou voltar mais vezes para papear.

Cristiane Félix postou o comentário número:

Oi Renata,vim conhecer seu blog e estou
encantada. Adorei tudo por aqui, o blog
é lindo.
Abraço carinhoso.
Cris

euetudoquegosto.blogspot.com

Turquezza postou o comentário número:

Oi Renata! Quando eu trabalhava no Centro do Rio, ia futucando tudo na hora do almoço: exposições, prédios antigos, novos, futuristas, lojas .... tudo! SAARA então! Comprava coisas do arco da velha e bem baratinho ahaha.Depois fiz muito artesanato em casa e ia comprar material na SAARA ....entrava em TODAS as lojas, o dia todo, e chegava "morta" em casa rsrs....
Hoje em dia, é difícil eu andar por lá! Sinto falta, mas não tenho muito tempo. Quase não "atravesso" para o Rio, como se diz aqui em Niterói (do outro lado da Ponte).
Mas ano que vem retornarei a tudo isso que deixei para trás, com certeza rsrsr
Então combinaremos um encontro lá, comeremos esfirras deliciosas com caldo de cana .......
Beijos.

ELAINE postou o comentário número:

Ôi amiga! Td bem? E os preparativos pro Natal? De vento em popa? Aparece...
Bjnho!
Elaine
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/

irene alves postou o comentário número:

Um prazer conhecer o seu blogue.Voltarei
sempre que possível.Bj.Irene

She postou o comentário número:

Olá querida! Vim conhecer o seu blog, vc e seus textos, e também conferir o lindo trabalho da Elaine que sempre arrasa! ;)Amei tudo por aqui!
Beijo, beijo!
She

Bia Jubiart postou o comentário número:

Oi Renata! Com aquelas palavras/fals de Elaine, fica impossível não vir aqui e se aboletar neste cantinho charmoso...

Sucesso!

Uma tarde luz p/ vc!

Beijooooooooooo

Artes na tela postou o comentário número:

Olá,
Parabéns pelo blog. Conheça nossa loja virtual, o Artes na Tela.

www.artesnatela.com.br

www.artesnatela.com.br/blog

Um abraço

janeladesonho.blogspot postou o comentário número:

Re ,
estou aqui já faz mais ou menos uns trinta minutos me emocionando com seus textos , a hora que vc decidir escrever um livro me chama tá , quero ser a sua empresaria , bjimmmm minha querida é sempre bom vir tomar andar por detras desra cerca sempre aberta a espera dos amigos , bjoooooooooooooooo

janeladesonho.blogspot postou o comentário número:

Ta vendo me distrai vendo tanta coisa linda ... heim vc esta bem ??? Soube que passou por umas situações duras , e pelo tom dos textos percebo que Deus te fortaleceu , espero que Ele sempre te abrace em todos os momentos . bjimmmm iluminado

Ana Jardim postou o comentário número:

Oi Renata,
Conheço alguns lugares no Rio, mas é como você disse mesmo...Fui como turista e não tive a sensibilidade de enxergar a essência e a beleza peculiar de alguns lugares como o Saara. Aqui em minha terrinha também possui alguns lugarares assim.
Ahhh...Adoro ler seus textos!
bjus
bjus

marciagrega postou o comentário número:

Eu sempre digo que, para conhecer um lugar, não basta ir aos pontos turísticos apenas, tem que caminhar na rua, junto com o povo pra sentir a cultura deles.
Vim lá da Eliana pra te conhecer.
Estou levando seu selo link e vou colocar no meu blog de mimos. Deixo aqui alguns links dos vários blogs que eu tenho: http://marciagrega.blogspot.com
http://mimosehomenagens.blogspot.com
http://coisasminhas-escritas.blogspot.com

Leninha postou o comentário número:

Amiga muito querida,

Sei que você é uma jardineira de mão cheia,seu jardim estará sempre bem cuidado e florido...e a cada dia sua colheita será mais bela e gratificante.
Vou também me recolher,pois todos já dormem e só se ouve o barulho do meu teclado.
Uma linda noite para você,amiga Renata,com lindos sonhos.Fique com Deus.
Bjsssssss,
Leninha

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...