Papel de figurante...

Sentada em uma sala de espera aguardando minha filha, começo a me divertir sozinha com minhas neuroses.
Como se não bastasse o clima “cordial” na tal sala, onde cada um estava envolvido com os próprios botões,
para me deixar agoniada, o local não tinha janelas. O ar refrigerado ligado no máximo, por alguém que achava possível a demora ser tanta que haveria o risco de apodrecermos, então era providencial o nosso congelamento.
Começo nessa coisa do não ter o que fazer, a usar de minha aptidão de observadora do mundo.
Na sala dois sofás, até confortáveis, um bebedouro, uma lixeira, um entra e sai de gente, burburinho de sons vindos das salas ao lado, barulho do bendito sistema de refrigeração e só. Tudo isso me fez sentir o que deve ser a vida de figurante. É isso mesmo, figurante. Senti que ali, essa criatura aqui, só estava compondo o ambiente.  Acho que eu era a jarra de flores, ou melhor, pela minha cor : a vela!
A falta do que fazer era tanta que olho para as portas, que um dia foram de um tom clarinho e vejo que no momento estão precisando de uma boa mão de cloro. Nem precisa de tinta, a pintura está muito boa, elas imploram é por limpeza mesmo. Os cantinhos dos rodapés dão a mesma sensação. Gente, não sou fissurada por faxina, era mente ociosa mesmo... Foi me dando vontade de perguntar para esse povo que trabalha no tal ambiente, se já não pensaram em providenciar alguma coisa além do varrer e tirar o pó superficialmente.
A neurose foi piorando e tive que conter o ímpeto de ir verificar a validade do extintor. Como alguém pode embarcar em uma loucura assim?
Eu estava sentada em um sofá de dois lugares, dividindo o espaço com um senhor que conferia o tempo todo passagens que retirava e recolocava no bolso parecendo-me tenso. Vai chegando gente, pelo jeito mais alguns pais esperando os filhos. Uma linda senhora gordinha, desconheceu minha presença de filé de borboleta e sentou-se entre este senhor e eu. Só não voei, pois fiquei presa no braço da poltrona. Essa delicadeza de pessoa abriu uma gramática e ficou se deliciando com o português... (ainda bem que meu pai não lê o meu blog, pois ficaria horrorizado com a falta de uso da norma culta do português escrito por sua filha e me colocaria em uma aula particular, possivelmente com esta senhora).
Sai uma criatura da sala onde minha filha estava e de celular em punho, conversa com alguém que ela chama de “mô”. Por parte dela, a conversa é mais ou menos assim: “mô, você já acordou? (pena que não estava no viva voz, pois gostaria muito de ter ouvido a resposta). Qual é o endereço daí onde a gente mora? É mô. Rua, nº, CEP, tudo. Precisa de tudo.... Olha mô, se precisar de mais alguma coisa eu vou te ligando, viu?”
Em seguida outra jovem sai da tal sala ao lado. Pede à mãe que está a sua espera o celular e diz: “Mãe pode sair e dar uma volta, quando estiver acabando eu ligo... Acho que vamos passar a manhã toda aqui.”
Aí pirei de vez.  Levantei-me, comecei a tentar articular uma comunicação com a filha e pedir orientação. Eu vou dar uma volta também ou congelo e morro de fome na sala de espera?  Contato feito vi que a coisa era pior... Seria figurante o dia todo. Solução? Fui bater pernas no centro do Rio de Janeiro e no início da noite (ainda bem que estamos no horário de verão) voltei para me encontrar com ela...
Não saí preparada para essa esticada, o jeito foi comprar uma rasteirinha básica, blusinha, fazer da rua o meu camarim, sim porque para figurante o camarim não é de luxo, Renata chamou Guidinha e juntas passaram o dia a bisbilhotar sebos, centros culturais, antiquários, igrejas, casas de ferragens, armarinhos, lojinhas de bugigangas. Da Lapa a Praça Mauá, da Praça Quinze ao Campo de Santana.
De um dia assim, para outro de molho na cama...

 Dando uma pausa para descansar e fazer minhas orações na Igreja de Nossa Senhora do Terço (Rua Senhor dos Passos, 140 - Centro - Rio de Janeiro/RJ)

16 comentários:

maristela postou o comentário número:

Ó, não que eu seja enxerida, mas pelo amor de Deus, que lugar é esse? Consultório médico, odontológico, faculdade, ai agora morri de curiosidade....rs.....
Bjs

Turquezza postou o comentário número:

Guidinha, você não existe ahahaha
Adorei sua história!
Mas andar tanto assim e não me chamar ahaha poderíamos conversar a tarde toda!
Da próxima vez leve farnel para o picnic na sala ou na rua mesmo ...........
Você é ótima!
Beijos.

Maria Teresa postou o comentário número:

Guidinha você é observadora hem?
Como bióloga já devia estar catalogando todos os virus e bactérias nas paredes e no ar condicionado, não?
Gostei da Igreja, muito linda.
Abraços carinhosos

ELAINE postou o comentário número:

Ôi! Passando pra convidar! Tem post novo e presente muito especial! Vem! Cada coração amigo conquistado, é mais uma luzinha a iluminar a nossa estrada! Uma 6ªF radiante e abençoada! Abraço fraterno e afetuoso! Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/

✿ chica postou o comentário número:

Só imagino tua cara e olhares pra cada cantinho dali e imaginando tudo isso, já alinhavando um texto,srsr ..

E ficar de figurante sem nada pra fazer é o Ó do borogodó,né?

Ainda bem que foste passear. beijos,tudo de bom,chica

Rô... postou o comentário número:

oi Re,

você é maravilhosa,
descreve com tanta riqueza os detalhes que já me vi na tal sala, sentada de frente pra você,tentando não ser congelada também,
mas podendo prosear um tiquinho,
pra fazer as horas passarem mais depressa,
você vê ,né?
qualquer lugar a gente encontra assunto para escrever por aqui,
eta vício bom esse...
e saber do cotidiano de um jeito tão bem humorado é muito gostoso...
da próxima vez me chama,
pego a ponte aérea e vamos ficar só no papo e nas andanças...

beijinhos

✿ chica postou o comentário número:

Vim rapidinho0, cheguei agora.Tudo andando! programação mais ou menos agendada, (sabes, não somo o Lula que pode começar no dia seguinte...)

Mas vai dar!! E obrigado deu certo o link agora.bjs,chica

Cristiane Félix postou o comentário número:

Oi Renata,tudo bem.
Adorei seu texto e sempre me pego assim tbm,
esperar faz a gente reparar tudo.
Bom fim de semana.
Cris

Josiana Leite postou o comentário número:

Muito bom o texto vou revelar que sou assim não sei se é porque vivo a espera da filha como uma boa figurante, rss.
Gostei demais de conhecer no meu blog meu marido escreve agora ele esta com um conto, bom estar aqui grande abraço.

Helena Compagno postou o comentário número:

Renata, além do seu texto gostoso e divertido, deixa a gente ficar curiosa! mas que lugar é esse, criatura? Não dava para propor esse povo um joguinho, um passa e repassa ou mesmo um passa-anel??
Você é ótima!!! quanto ao comentário em meu blog, acredita que costumo mandar fazer as barras de calça do marido em costureira? prefiro fazer um casaco com forro e bolsos do que uma simples barra de calça.
Beijos

Enigmático Byjotan postou o comentário número:

Que bom ter você compartilhando estas coisas com a gente, somos amantes das coisas simples e belas.beijo de amigo e leitor.:-BYJOTAN.

Cristiane Fernandes postou o comentário número:

Adorei ! Obrigada pela visita,
Bjus
www.meumundocraft.com

Crisbella Artes postou o comentário número:

Olá querida Guidinha,
obrigada pelas palavras carinhosas, te desejo um bom domingo e uma semana abençoada, muito sucesso pra ti também.
Beijos no seu coração, Deus te abençoe.

ELAINE postou o comentário número:

Querida! Não estou triste com você... Eu entendo, verdade! Não se preocupe....Contanto que você não me esqueça e de vez em quando de uma escapadinha pra cá....Muito obrigada pelo carinho! Ótimo fim de domingo e excelente início de semana! Bjãozão no coração! Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/
http://www.dihitt.com.br/elaineaverbuch
http://twitter.com/@elaineaverbuch

. postou o comentário número:

Olá

Nossa nunca ouvi falar dessa Santa:Nossa Sra. do Terço e olhe que sou super religiosa.A Igreja pelo visto,deve ser lindíssima,não?
temos aqui em Campinas,o Santuário de Nossa Sra.Desatadora dos Nós,a imagem é belíssima e já consegui muitas graças através dela.
Essa Santa que voce citou,vou procurar saber mais a respeito dela.
Bjs

Cora postou o comentário número:

Rs, que delicia esta história, menos para vc claro que ficou lá congelando....hihi...pra nós!!!

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...