Resolvendo "problemas" dos outros...

Tem coisas que pra gente parecem tão simples e na verdade podem ser uma barreira para outros. Dia desses em minhas andanças a procura do nada, entrava de loja em loja atualizando o meu profundo conhecimento do que há para vender no comércio local. É eu não preciso da maioria das coisas que sei onde comprar, quanto custa, modelos disponíveis e etc. No entanto, vai que futuramente venha a ter necessidade do agora totalmente dispensável produto? Por exemplo, hoje cultivo uma Cerca Viva, porém nada me garante que um dia sei lá por que carga d’água seja necessária uma "cerca elétrica"... Pelo sim, pelo não, é de meu conhecimento onde comprar e o seu custo. Maluquice? É claro que é, mas por acaso quem vive a escrever sobre o cotidiano pode ser considerado normal? O normal é viver e pronto. Ficar nessa de observador do mundo, escrever, analisar - seja lá por que ótica for , satirizar e etc., não é o que faz a maioria. Se foge a maioria, é coisa esquisita. Se é coisa esquisita, definitivamente não é normal. Então, assumo esse meu lado fora dos padrões.

Bom, mas como ia contando, nessas minhas andanças entro em uma loja dessa vez de roupas (tenho um lado normal) e me deparo com uma senhorinha vestida muito sobriamente, da maneira típica dos seguidores de  alguma religião protestante, que estava mostrando total desconsolo por só encontrar  vestidos sem mangas expostos nas vitrines. Reclamava com a vendedora, pedia informações sobre lojas que venderiam roupas mais adequadas e suspirava... 
Eu, quase morrendo de calor, querendo exatamente o que ela estava dispensando, achava tudo lindo, mas caro demais. A senhorinha se dirige a mim e diz que nunca andou com os braços de fora e é um absurdo ver tanta coisa bonita e não poder comprar (no meu caso o impedimento era a falta de verbas, no dela a falta de mangas). Nesse momento estampo no rosto um sorriso amarelo, pois afinal de contas, nunca vi tal criatura e provavelmente nunca mais verei, porém não é que mesmo com esse meu semblante opaco ela achou que valia a pena alimentar o papo? Pois é, continuou a coisa, me perguntando o que faria se estivesse no lugar dela. Pronto, danou-se. Como euzinha nessa exata busca pelo contraditório poderia ajudá-la? Do nada, respondo: Ué, compraria o vestido sem mangas e usaria com um bolerinho por cima. Gente de Deus, a mulher só faltou cair de joelhos na minha frente. Disse que eu era um anjo enviado do céu. Estava ali a solução para todos os seus problemas. Minha cara de pastel acentuou-se ainda mais quando ela agradecendo a mim, sai novamente em busca da vendedora e pede para experimentar um dos modelos sem mangas. 
Depois disso tudo o que eu fiz? Segui em frente, bisbilhotando lojas. O caso dela estava resolvido. O meu era um pouco mais difícil, pois para aqueles vestidos, seria necessário fazer novas dotações orçamentárias e na verdade, nem saí de casa para comprar coisa alguma...


20 comentários:

✿ chica postou o comentário número:

rsssss....Que bom que ajudaste. Eu diria que se ela tem vontade, pode comprar e que não adianta ficar com vontade ,só por causa de outros ...

Tu foste melhor...
beijos,tudo de bom,chica

COLHENDO FLORES ENTRE ESPINHOS postou o comentário número:

Adorei a história...parece que tem dias estamos destinados a resolver o problema dos outros e só!
bjs
juliana

Adriana postou o comentário número:

RENATA, LER O QUE VOCÊ ESCREVE É UMA DELÍCIA. VOCÊ ESCREVE MUITO BEM, É CLARA, OBJETIVA, DESLIZA NAS PALAVRAS.
DE UM ENCONTRO CASUAL VOCÊ NOS ENSINA A NÃO SOFRER POR POUCO, A ENCONTRAR SAÍDAS QUE ESTÃO BEM ALI AOS NOSSOS OLHOS. O ENCONTRO COM A MULHER FOI PARA MIM, UM ENSINAMENTO PARA A VIDA!!!

BEIJOS DE OBRIGADA!!!!!!!!!!!!

Luciana postou o comentário número:

Re tô rindo até agora só você mesmo,adoro o seu jeitinho de escrever eu me sinto como se estivesse ali na cena e já imagino a sua expressão rsrsrsrsrs.
Beijos

maristela postou o comentário número:

Ai que delícia de texto! E mais feliz ainda saiu a senhorinha. "Acabaram-se os seus pobremas"...rs...rs...
Bjs

rose japan postou o comentário número:

Guidinhaaaaa vc quer que os outros me chamem de doiida!!!! KKKKKK nao pude deixar de rir em alto sommmmmm. Kkkkkkkk..,,cheguei no seu danou-se, e ririririririririririririri.. Ai guidinha so vc mesma,,fazer da vida uma linda comedia..

Bom dia p vc minha amigaaa de sorriso amarelo...

Bjs rose jp

Suzete Retti postou o comentário número:

Oi Re, com toda simplicidade vc nos mostra como ficamos agindo como cachorrinhos atrás do rabo, em nossos problemas e é tão fácil soluciona-los com uma ótica nova.bjs.

Ana de Geo postou o comentário número:

Guidinha, estou rindo até agora com mais essa história! Eu já me vi numa situação parecida, mas no meu caso, era uma mocinha de 15 anos querendo comprar um tomara-que-caia e a mãe não deixava, tadinha! A solução que dei foi a mesma: um bolerinho, inclusive na própria loja tinha para vender, um lindo bolerinho rendado, e a mocinha me confessou que assim que entrasse no carro, longe dos olhos da mama, tiraria ele fora! kkkkkkk
Mas tudo bem, ela ficou feliz, a mãe também, eu também... êêêÊÊêêÊ!!!!
Agora vou falar do recadinho que me deixou lá no cantinho!
Chorei, amiga. Me emocionei de verdade com a letra da canção. Amo o Padre Zezinho pela sua simplicidade ao falar dos sentimentos das pessoas. Ele tem o coração de Deus. E vc... bem, vc sabe o quanto é especial para mim, não sabe? Obrigada por tudo, obrigada por ser esse instrumento do Senhor na minha vida! Te amo muito, minha irmãzinha! Beijos no coração!

monica ventura postou o comentário número:

Olá Renata,é isso ai acho que aprendemos com os outros, e tiramos algumas lições de pequenas coisas.
Obrigado pela sua visita e seu carinho sempre comigo,beijinhos e um bom feriadão

Carolina Lima postou o comentário número:

Renata,
adoro suas postagens e como você consegue transformar a suas andanças em algo tão prazeroso de se ler!
Acho que vou começar a te passar os meus problemas, afinal a solução pode estar na minha frente e não estou enxergando! :)

Aproveito para convidar a participar do sorteio de um mini álbum de scrapbook que estou realizando no meu blog em comemoração ao 1 ano!

Um excelente feriadão!

Beijinhos, :**
Carol
www.umblogsimples.com

Lúcia Bezerra de Paiva postou o comentário número:

Você resolveu um "problema" de uma desconhecida mas, tenho certeza, saiu dali bem confortável: fez uma boa ação rsrs...
Deliciosas, essas suas crônicas com causos tão inusitados, Guidinha... ADORO!

Beijos,
da Lúcia

Conceição postou o comentário número:

Olá Renata,

vim te deixar um beijinho e os desejos de um bom carnaval.

São

Rô... postou o comentário número:

oi Re querida,

você sempre se sai bem,
se você eu diria para ela arrumar uma boa costureira e colocar umas manguinhas bem bonitinhas...
costumizar afinal também tá na moda...

beijinhos,
se puder estamos de aniversário de 1 aninho,
apareça!!!

Elaine Canha postou o comentário número:

Oi Renata

Bela história. Como é bom ajudar os outros, mesmo sem querer né? kkkkkk

Vou lá que ainda estou lidando com os enjoos

Beijos

Teresa Aparecida de Aquino Soranso postou o comentário número:

Olá, Renata! Tb preciso pedir desculpas por não ter aparecido por aqui há algum tempo. Adoro seus textos e adorei a história da senhorinha. Ri sozinha! Fiquei imaginando sua cara, rsrsrs
Agradeço o carinho e a mensagem de níver. Tudo aceito e com muita alegria. Obrigada!
A vida é tão corrida, vai prum lado, pro outro e às vezes nem usufruimos do melhor. Seja sempre muito bem - vinda! Bom feriado pra vc.
PS. e continue sendo esquisita, o normal é ser diferente!

Antonio Rubilar B. Valente postou o comentário número:

Olá minha querida amiga!!!
Vim lhe visitar, deixar meu abraço e colocar meu bloco na rua. E dizer-lhe que sua "Escola" é tudo de bom.Nota 10 em todos os quesitos, 10 em "harmonia", 10 em "alegorias", 10 em "adereços" e principalmente 10 pelo "conjunto". Que sua "evolução" nunca se dissipe e que você seja sempre a campeã desse samba-enredo chamado "Vida".Nessa folia, sou arlequim de sua paz e de sua alegria em viver.Conte comigo para convencer os jurados, de que sua "Escola"(blog) é NOTA DEZ em tudo.Bom Descanso!!! Rubi Valente.
www.valentebrasil.blogspot.com

Cora postou o comentário número:

Rs, é minha amiga quando estamos dentro do problema é dificil enxergar a solução...rs.
Boa dica a sua.

boa semana.

Maria Cândida postou o comentário número:

Olá...
Muitas vezes um conselho ou uma simples dica é a salvação da lavoura. Eu penso que estamos neste mundo é para ajudar e sermos ajudados.
Não deixe de escrever nunca, estou sempre atenta ao seu blog.

Bjs (meus e da minha filha leitora)

janeladesonho.blogspot postou o comentário número:

Re , adoro suas visitas , e amo vir aqui , imagino que essa pessoa teve de sua parte o que ela queria e precisava no momento , uma amiga , e como é bom sairmos para olhar vitrine , e se o orçamento deixar comprar ouvindo a opinião de uma amiga ... minha amiga , venha a hora que quiser , minha janela esta sempre aberta um beijo grande !!!!

Helena Compagno postou o comentário número:

Renata, minha amiguinha!!! leio todos os seus posts - às vezes deixo acumular um tantão e leio tudo de uma tacada só - dou risada. Já pensou publicar um livro de auto-ajuda? pois me ajuda a ser mais feliz!!!
Beijos

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...