Saudade...

Saudade é uma coisa muito complicada às vezes... Sinto saudade de pessoas que viveram ao meu lado em determinada época de minha vida, mas como tê-las de volta sem abrir mão das que tenho hoje?
Como guardar eternamente momentos se eu não quero mais ser daquele jeito. Eu tenho a idade ideal para o meu hoje, estou do jeito que gosto, penso de maneira completamente diferente da que pensava e não quero voltar a agir como antes. Porém, só cheguei a essa ponto, por ter vivido a etapa anterior. Então tenho saudade do que me produziu? Sei lá. 
Essa palavra que só existe na língua portuguesa é uma coisa muito estranha. Remete a coisa sadô. Acho melhor ter lembranças. Saudade vem vestida de roxo. Lembrança é diferente, pode ter várias cores e tons. Lembrança é cercada  de alegria, dor, entusiasmo, apatia... Saudade geralmente só vem acompanhada de nó na garganta. Parece que fica escondida atrás da porta  aguardando o momento em que entramos no cômodo pra dar um susto na gente. Lembrança não. Essa se espalha por tudo que é canto. Tem cheiro, sabor... Se entranha pelas paredes e não faz cerimônia, é cara de pau. Entra na frente sem pedir licença, se esbarra na gente e muitas vezes no tropeço saímos catando cavaco, mas não nos derruba feito a saudade que dá rasteira por trás...
Olha dona Saudade, não vem que não tem. Fica na sua que eu fico na minha. Estou muito bem assim. Pare de querer azucrinar minha vida. Deixe-me viver a Lembrança, que se dói tem remédio. Se é boa, traz sorriso. Se não acontece, é porque me esqueci...


14 comentários:

rose japan postou o comentário número:

ai guidinha que gostoso ler seus textos, se é assim que se diz, xô saudades,,,quero so as lembranças tbm...saudades dá um nó na garganta, aperta o coração..dói demais...tbm nao quero guidinha!!!

Agoras as lembranças não elas são doces, suaviza a alma e faz um bem p o coração nelas nossos pensamentos viajam .....aiiii já tô eu aqui vajando..

ai guidinha foi muito bom te conhecer, obrigada Deus por essa oportunidade que o Senhor nos deu..

bjs amiga de coração...

rose jp

✿ chica postou o comentário número:

Lindo,Renata! Todos temos saudades, disfarçadas ou não de lembranças ou essas fantasiadas de saudades,rsrs beijos,tudo de bom,chica

Deusa postou o comentário número:

Ai...ai...Renata...nem pense em perder tempo com meus contos,minha vida e assim...rir de mim mesma,eu devia ter aprendido a rir das pessoas,mas...
Sabe que ando me pegando com uma saudade absurda? Saudade da minha filha pequena como esta,eu fico aqui tentando comentar,visitar os Bloguinhos a noite,e ela fica ao meu redor em outro mundo,um dia da Barbie,outro das princesas,ultimamente do My little Poney...fica girando em volta de mim e contando a historia e rindo e correndo...parece um cachorrinho novinho,pulando e falando ao mesmo tempo....me da uma saudade,um pavor de saber que ela vai crescer tão rapido,e que logo vai me trocar literalmente pelas amigas e namorado...meu coração se despedaça...fico querendo parar o tempo.Mas ao mesmo tempo eu olho com um orgulho tão grande,consegui fazer ela crescer cada dia mais um pouquinho,ver um filho crescer normal e com saude e uma vitória tão,mas tão grande,ainda mais pra mim....não e um tipo de saudade estranha....medo de perder aquela criaturinha linda?,mas dai cresce e a gente vê a proxima Maitezinha,mocinha,e acho que vou sentir a mesma saudade....da neném,da menininha,da mocinha,da mulher...sabe lá se verei a senhora Maitê...kkkk(não,não vai dar,nesta época ja serei um maracuja madurissimo,quase ou já caido do pé...kkkkkkkkkkkkkkkkkkk).
Saudades,lembranças...e disso que nosso espirito se alimenta Renata...
Bjs
Deusa
vasinhos coloridos

Turquezza postou o comentário número:

Seu texto é ótimo!
Mas acho uma grande diferente entre Lembranças e Saudades ........
Lembranças vem se quisermos e assim mesmo mandamos embora quando queremos ..........
Saudades? Não tem como! Vem forte e não podemos com elas.
Com as Lembranças podemos sorrir até.
Mas com Saudades é totalmente impossível!
Mas dá para conviver ......... afinal vida que segue ......
Beijos querida.

Rô... postou o comentário número:

oi Re,

adoro lembranças,
elas sempre vem acompanhadas de cheiro bom,
de cores luminosas,
de muita vida,
de histórias,
de fantasias...
lembranças me trazem pessoas queridas
pela mão,
brilho nos olhos e até aquele sorriso sem saber pra quem...
lembranças contam o que fomes,
saudades o que gostaríamos de não ter sido...

ler você é fazer um exercício de interiorização,que ufaaa...
me deixa surpresa!!!

beijinhos

Elaine Cristina postou o comentário número:

Saudade é a certeza de que tudo valeu á pena!!
O que nos faz feliz se eterniza na memória!!!

Uma tarde muito tranquila para ti !

SOCIALE postou o comentário número:

BOA TARDE
VENHO AGRADECER O CARINHO, SER CIDADÃOS TODOS NÓS SOMOS, MAS DAÍ EXERCER CIDADANIA POUCOS FAZEM, POR ISSO FICO GRATO COM TAMANHO APOIO DE VOSSA PARTE....MUITO OBRIGADO E VOLTE SEMPRE

SOCIALE(BRUNO)

Casinha de Açúcar postou o comentário número:

Rê, como é sempre bom receber visitas sua !!!! Adoro suas palavras.
E esse seu texto... saudade... sofro tanto de saudades! Moro tão longe dos meus... e a saudade é uma constante em minha vida. Mas aprendi a conviver e a lidar com ela.

Beijokas

juliana

ELAINE postou o comentário número:

Adorei o texto! Às vezes essa dona saudade me visita também...A festa dos 800 já começou! Só falta você! Vem! Uma sexta-feira abençoada e um final de semana iluminado! Grande e fraterno abraço!
Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/
http://www.dihitt.com.br/elaineaverbuch
http://twitter.com/@elaineaverbuch

Anabela Jardim postou o comentário número:

Saudade é uma palavra triste que desperta sentimentos nobres.

Kika Diniz postou o comentário número:

Oi Renata, que bom, descobri que o que tenho são lembranças!!rsrs
Amei o texto como sempre!(acho que to ficando repetitiva!!!rsrs)
Renata tem um selinho com brincadeira te esperando lá no blog, mas fica a vontade se por acaso vc não puder ou não quiser participar ok?!rs
Muitas bjks e bom fim de semana

Helena Compagno postou o comentário número:

Renata, desde quando era mocinha e andava suspirando pelos cantos (hoje vivo gritando pelos cantos!!!)lembro de uma frase que li num desses livros do Khalil Gibran que dizia "quem tem saudade é porque foi muitas vezes feliz" Eu tenho saudade de tudo, mas não porque eu fui feliz, pois ainda sou e sentir saudade independe de ter sido feliz ou não. Esse cara falou bobagem!

Quanto ao seu conselho do que fazer com o meu sofá, é isso mesmo: tralha só atrapalha. Você é ótima em suas colocações, pois para tudo dá um sentido. O meu sofá é realmente uma tralha, principalmente porque herdei de uma amiga que foi para a Alemanha. Oras, por que morrer de amor por um sofá? Não, não vale mesmo a pena, tanto que deixei num canto onde a chuva bate e ontem caiu o maior toró aqui em BH e eu nem fiz questão de cobrir a tralha, pois estou mesmo torcendo para que se acabe, que fique esfarelado o desgraçado! Você nem imagina o quanto "miei" como dizem os mineiros, para costurar aquele troço e cada vez que vestia dava um bico aqui e ali e eu voltava pra máquina, passava mais uma costura e voltava para provar e daí notava que havia apertado demais, desmanchava a costura... ai, ainda bem que fiquei livre daquela incumbência e juro, nunca, mas nunca mais quero ser essa fada do lar. Pronto, me deletei.
Beijos e ótimo final de semana

Maria Teresa postou o comentário número:

Obrigada pela visita Renata, são coisas quesó na mão de Deus mesmo. Obrigada por se unir a mim na corrente de oração por minha amiga.
Abraços carinhosos

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...