Escolhas equivocadas...

O dia amanheceu e comecei a me preparar para ir trabalhar. Nunca escolho o que vestir na véspera. O tempo aqui é sempre imprevisível, então prefiro escolher a roupa adequada um pouco antes de sair. Além do mais, acho que roupa tem que estar em sintonia com o nosso estado de espírito. Aí é que a coisa começou a ficar esquisita... Primeiro pensei em colocar um vestido, depois achei melhor um saia, acabei optando por uma calça após chegar à janela e olhar o céu lá para o lado em que eu ia me dirigir. Abri uma gaveta para escolher uma blusinha básica (amanheci muitíssimo básica). Escolho uma que nunca tinha usada. Visto e me pergunto: Como consegui comprar essa blusa que não tem nada a ver comigo? Olho no espelho e me vejo vestida com uma blusa de qualquer pessoa, menos minha. Tiro a bendita blusa e escolho outra que comprei no mesmo dia que a primeira. Novamente a sensação é esquisita. Eu devia estar muito deprê para ter comprado essas duas "coisas"... Minha sorte é que acordei com tempo de sobra para ficar experimentando o que vestir...
Como a cabeça é um fervilhar de pensamentos, fui me arrumando e pensando em quantas escolhas equivocadas podemos fazer em nossas vidas. Imaginem se eu tivesse escolhido um marido, num dia desses em que estava assim um tanto fora de mim! A coisa ia ficar estranha. Vejo que corri um grande risco de fazer escolhas erradas: profissão,  amigos, religião... Graças  ao bom Deus, essas ausências não são constantes.
Acho que é por isso que algumas coisas não dão certo na vida da gente. São escolhas que fazemos em dias que não somos nós. No caso das blusas, sinto que Renata e muito menos Guidinha, não entraram naquela loja. Só pode ter sido um robô muito doido.
Olhando para as blusas, já separadas para doação, sinto pena de mim... Não sabia que tinha passado por um momento tão solitário. Naquele dia, até eu me abandonei...



14 comentários:

casa de professora postou o comentário número:

Olá linda!Muito interessante essa coisa de escolha Renata, é bem verdade isso, eu tenho muita blusinha que escolhi em um dia desses em que a gente não é a gente...porisso a importância de fazermos escolhas importantes pra nossas vidas, em dias em que estejamos bem com a gente mesmo, lúcidas, enxergando o que é bom ou não...as roupas são bons exemplos que podemos aplicar à vida...muito legal o modo lúdico que vc escreve, a gente absorve a leitura com interesse e mesmo o texto sendo tão sério, a gente aprende algo se divertindo...bjs, boa noite amiga!

rose japan postou o comentário número:

Ai guidinha interessante o post um dia tbm me perguntei, onde eu estava c a cabeca qd inventei de comprar isso!!!

Acho que temos esses repente de que aonde estavamos com a cabeca, certamente nao era ali...

Bjs...rose jp

Rô... postou o comentário número:

oi RE,

delicia de texto...
estou passando por um momento desses,
consequências de uma escolha equivocada...
mas procuro encarar assim:
é mais uma curva na minha vida,
e vou contorná-la com sabedoria...
afinal minha amiga,
acredito fielmente na minha colheita...
isso é o que acalma meu coração...
talvez seja Deus com uma lanterna na mão me mostrando o caminho certo,não é?

beijinhos

✿ chica postou o comentário número:

Que estranho isso.não? É legal quando nos damos conta disso e ainda bem que há sempre alguém precisando das blusuinhas, no teu caso...rs beijos,chica

Casinha de Açúcar postou o comentário número:

Rê, concordo com você. Tem dias que nossas escolhas são assim... sem noção...
E praticamente pra tudo agente é assim. Por isso que os especialistas sempre falam para não tomarmos nenhuma atitude, para não fazermos nada quando estamos com raiva, ou stressada, ou angustiada, ou deprimida, pois não estamos psicologicamente aptas para fazer qualquer escolha, rssss.

Beijos amiga e fique com Deus...
Juliana

Turquezza postou o comentário número:

Guidinha, nós somos uma mulher diferente a cada dia !!!!!!!! Essas blusinhas não eram para a Guidinha do momento em que você foi escolher uma roupinha para ir trabalhar ahahahha
Ai como acontece isso comigo ..... morro de raiva, sério! Por que não gastei a graninha com outra coisa que eu iria gostar todos os dias ???????
Mas somos inconstantes mesmo, não tem jeito!
E quando eu estou toda arrumada, na hora de sair, e resolvo trocar a roupa? Maluquice? Não, sou mulher !!!!!!!!!
Boa semana querida.
Beijos.

Helena Compagno postou o comentário número:

Renata, minha amiga, adoro ler seus post (já te falei tanto isso, né?). Ultimamente estou in love com minhas novas alunas e não estou tendo tendo olhos para mais nada. Em breve volto aqui, com calma, pois gosto de ler os seus posts duas, três vezes... não porque não entendi, mas por puro prazer de ler um texto bem escrito, bem humorado. Até.
Beijos

Lúcia Bezerra de Paiva postou o comentário número:

Acho que aí, ficar na fila de doação. O que era Renata nem Guidinha, pode ser Lúcia ou Maria....rsrsrs.

É assim mesmo, há dias que não somos nós, metemos os pés pelas mãos...Daí, tentar viver com tranquilidade, sem se atropelar, para não atrapalhar a vida nossa nem a dos outros.

Suas crônicas me deliciam, me descontraem (se é que sou contraída..rsrs...) deixam-me leve!!! pronto (já que estou um pouco pesadinha, pelo peso dos anos rsrs...)

Beijos, amiga rica,
da Lúcia

Maria Teresa postou o comentário número:

Guidinha fiquei imaginando a cena, você é de um bom humor contagiante. Ainda bem que foram blusas sempre é mais fácil doar, né?
Abraços carinhosos

Antonio Rubilar B. Valente postou o comentário número:

8 DE MARÇO - DIA INTERNACIONAL DA MULHER
"Entendo que cada mulher no mundo, é uma centelha de luz e de um brilho intenso, mas tão intenso, que por mais que tentemos chegar perto desse brilho, muitos esbarram na pequenez do machismo achando que é superior. Mulher é um ser de luz, de vida, que procria a vida e é essa dádiva de Deus que a torna simplesmente I-N-I-G-U-A-L-Á-V-E-L em todo canto do mundo."
Parabéns minha centelha de luz!Continue brilhando em um mundo onde valores podem ser distorcidos,rótulos podem ser criados, violência pode ser sentida, discriminação pode ser fomentada, mas uma coisa nunca e jamais poderá ser mudada...MULHER!!!SIMPLESMENTE, I-N-D-I-S-P-E-N-S-Á-V-E-L.
Feliz Dia Internacional de Um Ser Único!!!
Votos do amigo, Rubi Valente.
Japan - 08/03/2012 P.S. - Deveria ser FERIADO NACIONAL!

Kika Diniz postou o comentário número:

Ai Guidinha, fiquei até com dó de vc estar assim só nesse dia, se eu morasse pertinho te acompanhava! rsrs
Mas é verdade, tem dias que nos abandonamos e nem percebemos...eu, entro no automático e vou embora!!kkkkkk
Minha linda bjks e bom restinho de semana!

maristela postou o comentário número:

Muito bacana seu texto. Tem dias (ou horas de todos os dias) que realmente...
Depois fica aquele arrependimento imenso...
Bjs querida

Rosinha postou o comentário número:

Bom dia amiga! Saudades, viu como o tempo passa? Graças a Deus um mes e dois dias o meu anjinho completa hj, agradeço mais uma vez a vc e as amigas que nos ajudaram.Ele está lindão, crescendo rápido e engordando, manhoso que só.... Então amiga mas mudando de assunto amo seus comentarios, se tiversse tempo ficaria lendo-os direto, mas como agora graças a Deus estou trabalhando, qd tenho tempo venho te visitar e me divertir e aprender com vc bjs eternos amiga. Boa semana.

Nívia F. postou o comentário número:

Ahn... Como fiz escolhas erradas em dias em que eu não estava em mim! E pago por elas até hoje... E sei que ainda vou fazer muitas outras escolhas erradas...

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...