Por aí...

Não tenho estado por aqui, pois tenho andado por aí...
Hoje parece que começo a retomar (ou realmente começar) 2012. Antes tarde do que nunca... E para comemorar dei uma de louca. Fiz o quê? Passei a tarde dormindo. Ufa, que coisa boa! Não sou dorminhoca, mas estava precisando desse tempo pra mim. A temperatura começou a cair, dormi um sono bem legal, assisti a novela das seis com o marido (será que vou virar noveleira? Vai saber...), fomos ver meus pais e agora estou aqui dando notícias.
Resolvi colocar o pé no freio depois de perceber que geralmente por volta das 16 horas, eu tinha a nítida impressão de já ter vivido às vinte e quatro que totalizam o dia. Comecei a me questionar sobre essa coisa de acharmos que o dia é pequeno para tantos afazeres. Será que Deus errou nas contas? Claro que não. Nós é que erramos em tentar enfiar mais coisa no pacote do dia que a sua capacidade real.
Ihhhhhh, já deu. Não adianta ficarem me cobrando milhões de atividades, pois agora estou querendo maré mansa (de compromisso).
Peguei minha agenda, acertei tudo que é realmente inadiável e o resto ficou pra quando? Quando der. Desculpem-me, mas depois que o friozinho começa a dar o ar da graça, vai me dando uma vontade muito grande de começar a produzir minhas arteirices, que no meu caso, muitas vezes são a mistura de arte com burrice, já que em algumas coisas que me aventuro, apanho muito até entender o caminho mais fácil que devo tomar. Talvez por isso, tenho algumas criações que são únicas. Nunca mais quis levar surra parecida.
Uma das maluquices que aprontei foi, grávida de minha segunda filha, desmontar um guarda roupa duplex de dez portas sozinha e transforma-lo (cerrando , lixando, pintando o sete) em dois armários distintos. Não me perguntem como consegui fazer isso, pois não há explicação. Deve ter sido a fúria poderosa do final de gravidez. Quando dei essa de titã, estava no oitavo mês de gestação.
Agora fico olhando uma cômoda que está me "chamando". Já tentei dizer pra ela que não vou, mas rodo pra um lado, rodo pro outro e está ali a dita cuja encarando-me com aquele ar pidão de "quero um trato". Estamos dialogando diariamente, treino com ela o meu fraco idioma "comodês" e começamos a pensar em cores, texturas, enfim loucuras...
As estações mais amenas tem essa capacidade de mexer como o meu brio preguiçoso do verão. Sou um terror movido a frio. Nasci para morar na serra. Litoral não é comigo. O calor me deixa "ninguém". Se eu fosse uma planta acho que inevitavelmente seria azaléia, amor perfeito, lírio, gerânio, ipê ou quem sabe uma paineira para florescer no período mais frio do ano.


Até essa espécie de orquídea marrom que é comum florescer no terceiro trimestre do ano, anda aparecendo por aqui, animadinha com a expectativa de dias mais friozinhos...

19 comentários:

LaReK postou o comentário número:

Tbm fico mais disposta no inverno, Rê... acho que é por causa da pressão baixa. E desacelerar é necessário, concordo... do que adianta uma vida louca, cheia de coisas, se vc nem sente o que está acontecendo direito? Tbm estou nessa de ver as coisas mais devagar... só para comer continuo rápida. Manias da vida moderna que insistem em ficar... mas logo me livro desta.

Beijocas!

raquel pedruzzi postou o comentário número:

Olá Renata!
Passando para saber das novidades e matar as saudades! Também ando com pouco tempo para postar e visitar as amigas... Mas agora ficarei torcendo e curiosa para ver o que irá acontecer com a "cômoda"! Mando meus fluidos positivos para que se anime com a precisada, rsrs...
Está rolando uma festinha de niver lá no meu cantinho e se quiser aparecer e participar ficarei bem feliz!!! O link do post é: http://cantinhodavovojenny.blogspot.com.br/2012/04/sorteio-para-comemorar-alegria-de-ser.html
Bjsss e uma ótima semana!

Rô... postou o comentário número:

oi Re,

tenho mesmo sentido sua falta,
por aqui ando exercitando minha paciência,
porque estou trabalhando sábados e domingos,
na exposição do cartunista Angeli,
claro que trabalhar com arte é maravilhoso e compensador em conhecimentos e cultura,
mas só de imaginar as tardes fresquinhas do fim de semana onde tanto poderia fazer com o maridinho,
pronto lá estou eu atendendo os visitantes...
coisas da vida!!!

beijinhos

✿ chica postou o comentário número:

Antes tarde do que nunca e tomara agora apareças mais frequentemente,sr beijos,lindo dia!chica

Neli Rodrigues postou o comentário número:

Eu tenho percebido que ando gostando mais do frio, mas antes não era assim. No frio sou geralmente preguiçosa, mas como moro numa região de mto calor tenho ficado bem exausta nos dias quentes.
Mto bom qdo a gente percebe que 24 horas por dia são mais que necessários, desacelerei faz tempo e acho isso mto bom.
Bjs

Turquezza postou o comentário número:

Ah! Querida amiga! Ontem pensei tanto em você!
E resolvi vou mandar email para saber do sumiço rsrsr Mas pelo que lhe conheço (tão pouco, né?), sabia que estava pensando em algo e que logo viria com histórias e ideias bacanas ...... Acertei !!!!
Fazer o que achar melhor, curtir mais seus momentos, e fazer traquinagem rsrsr
Encare esta cômoda! Vocês vão ficar felizes depois de tudo pronto, com certeza rsrs
Ai amiga eu estou precisando fazer uma limpeza total também (de alma), estou muito dividida e não está sendo legal! Mas estou tomando coragem, me aguarde!
Boa semana.
Beijos e abraços carinhosos.
Saudades.

Bruna postou o comentário número:

Não sou muito de frio, mas é fato que também produzo bem melhor no outono inverno. E aliás, é bom prá aquecer o corpo e o coração.
Beijim

Maria Cândida postou o comentário número:

Ah Renata, vc é d+ !
Me diverti muito com este texto. Eu falo pra minha filha que vc tem uma facilidade para escrever e envolver a gente nas suas palavras, que é incrível.
Ao contrário de vc, eu não sou ninguém qdo o tempo muda. Ainda bem que mudei para uma terra que chove bastante mas que o calor tb é forte.
As pessoas que moram aqui há mais tempo dizem que só tem duas estações em Manaus, que é o verão e o inferno kkkkkkk.
Bom, quero te agradecer pela dica que vc me passou sobre as postagens. Eu respondi no comentário que vc fez. Obrigada.

Bjs querida, sou sua fã.

maristela postou o comentário número:

arteirice = arte com burrice.kkkkkkkkkk...
Adorei. Tenho de sobra......kkkkkk

Bjs

COLHENDO FLORES ENTRE ESPINHOS postou o comentário número:

Que lindas!! As andanças são sempre produtivas
bjs
juliana

Helena Compagno postou o comentário número:

Renata, você é única!!! eu morro de rir com seus trocadilhos.
Já me contou sobre essa loucura de reformar um armário quando estava grávida - também já fiz essas loucuras em plena gravidez e acho que vamos dar muito trabalho ao anjo da guarda quando ficarmos velhinhas!
Beijos

Leninha postou o comentário número:

Ai,até que enfim consigo chegar aqui!!!

Renata querida,
Passei quase o dia inteiro no consultório e desde que vi sua postagem no painel,tentei acessar o seu blog,mas não consegui de maneira alguma...andei por oitocentos blogs,voltando a tentar o seu nos intervalos e nada...ele implicou comigo...mesmo!
Pois é,eu já tive estes surtos,mas agora minha irmã me impede,pois quando começo quero pintar tudo que vejo e não consigo fazer mais nada(mas nunca me envolvi com armários ou outras coisas de grande porte,só cabides,casinhas de passarinho,de correio e algumas telas)Ah,fiz pátina em dois bancos enormes,só isto.
Em minha antiga casa eu tinha um atelier e ficava lá o dia inteiro,com Oswaldo Montenegro cantando bem alto,enquanto meus pincéis voavam...aqui não tenho um local específico,então substitui as tintas pelo notebook...

Quando começar a exercer a sua arte,mostre prá gente,tá?Não se esqueça do antes e depois e de um PAP,para me matar de inveja.

Bjssssss,amiga,
Leninha

Lúcia Bezerra de Paiva postou o comentário número:

Lembrou-me..."se alguém perguntar por mim, diz que fui por aí, levando..."! Pois a Guidinha está leve e solta, nessa gostosa crônica que transpira "frescor".
Muito bem, que friozinho dê a você, muita disposição, para que possa "pintar o 7" à vontade, sem culpa, dormindo outras tardes, quando lhe der na "telha", você merece!

Beijos,
da Lúcia

Maria Alice Marques postou o comentário número:

Olá Renata, pasei para lhe fazer uma visitinha e ler as suas lindas histórias que gosto imenso.
Abraço....
Alice.)

Ana Cristina postou o comentário número:

Como é bom ser prima de uma escritora... Amo suas crônicas.

casa de professora postou o comentário número:

Oi Renata, eu agora tb só to curtindo o friozinho gostoso do final da tarde, esse negócio de "repouso" está me deixando preguiçosa...mas é já que eu sacudo a poeira e começo a mexer nos armários, tirar as roupas de frio, doar algumas, customizar outras, etc. Vê se aparece viu fofa, sinto saudades...bjs!

Leninha postou o comentário número:

Oi amiga Renata!
Boa noite!!!

Que bom saber que você tem gostado das minhas lembranças...escrevo para recordar,pois como se diz,recordar é viver novamente.E é muito bom sentir aqueles momentos tão bons do passado...é lugar comum,mas parece que foi ontem.
Fiquei preocupada com você...se precisar basta chamar,tá?

Bjssssss,
Leninha

Bia Jubiart postou o comentário número:

Pelo texto aqui vc poderia ser um ipê amarelo! A florada é linda!

Um ótimo fds p/ vc!

Bjoooooooooo

Adriana postou o comentário número:

OI, RENATA!!! Obrigada por esse post!!! Parece que vc escreveu pra mim... tbém preciso de um freio, de deixar algumas coisinhas pra depois, preciso de ar!!! Estava fora da blogosfera, que eu adoooro, por conta do meu trabalho... Ai, Renata!!! ... esta semana, como diz o meu filho, me "ferrei"!!! Não vou contar aqui os detalhes, mas meio que levei, com luvas de pelica, uma bronca de alguns pais de alunos... ai, como me dói dizer isso, porque lá no fundo eu sei que estou certa, mas hoje em dia a maioria dos pais quer proteger os filhos, o que eu faço é não subestimar a inteligência deles; a meninada tem potencial, e pede mais e mais... só Deus é que sabe se estou certa, ou não... desculpe o desabafo, amiga. Mas sei que vc é do bem!!!

beijosssssssssssssss

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...