Inhanha da compra de um liquidificador...

Hoje tenho mil compromissos, mas não resisto em vir contar minha saga de ontem para uma simples compra de um liquidificador...
Fui à tarde para rua com uma listinha básica de coisas para resolver. Já voltando para casa vejo que tinha me esquecido do motivo principal de minha saída: comprar um liquidificador novo. O nosso queimou na hora do almoço e essa ferramenta é indispensável aqui na cozinha do chatô.
Estava cheia de sacolas, mas mesmo assim resolvo não voltar para casa sem o bendito liquidificador. Nem pensei em voltar, resolvi entrar na loja mais próxima (no caso, o Ponto Frio) e resolver a situação. Entro no estabelecimento comercial e sou cercada por vendedores que provavelmente passaram a tarde sem conseguir vender nada e naquele momento disputam a grande comissão que poderiam conseguir comigo. Quando informo o que desejo, recebo o mais notado desprezo e a indicação do balcão no final da loja.
Chegando ao tal balcão, uma vendedora no primeiro momento simpática, vem me atender. Quando descobre o que desejo... (gente, eu não poderia imaginar que um liquidificador fosse algo tão insignificante assim para quem trabalha com vendas...). Escolho um que não era dos mais baratos no mostruário e peço para dar uma olhada. A vendedora pega a peça, coloca sobre o balcão e vai avisando que o copo deste modelo é bambo. Ela dá uma sacudida no troço para que eu perceba que é verdade o que me informou. Descarto então a compra deste e peço uma sugestão. A mocinha me olha de cima a baixo e sugere um modelo bem chinfrim, com um copo tão pequeno que não deve dar para preparar nem uma vitamina individual, além de estar no grupo do preço mais baixo. Quando vi o pouco caso, resolvo eu mesma arriscar nova escolha, que me é entregue para examinar. Vejo as especificações, qualidade do material, tamanho do copo e resolvo levar este que escolhi.
A mocinha pede meu CPF para emitir a nota fiscal, digita o bonitinho no terminal do computador e pergunta o meu nome (para confirmar). A próxima pergunta é sobre a forma de pagamento. Respondo que é em dinheiro. Ela me olha atravessado e reforça a pergunta. Pronto, já me sinto alguém de quem se possa desconfiar, pois como assim? Vou pagar em dinheiro?????  É, respondo eu já sem paciência. É em dinheiro sim, aquele negócio feito de papel que serve para comprar as coisas... 
A nota me é entregue e começo a subir as escadas para efetuar o pagamento. Aqui nessa terra a maioria das lojas de rede tem os setores de pagamento no andar superior (será que é prevenção contra enchentes?). Bom, descubro que o meu endereço registrado na nota fiscal, é um do tempo em que vovó era criança. Volto e peço a correção. Com a "boa vontade" peculiar a nota é reemitida.
Subo, finalmente chego ao caixa e faço o pagamento. A atendente me pergunta se não quero aproveitar para fazer uma recarga no celular. Eu nem disse que tinha celular e muito menos que era pré-pago... Pergunta descabida como a da mocinha do caixa das Lojas Americanas onde fui comprar shampoo, que me perguntou se não gostaria de levar os cabides que estavam em promoção (será que quando lavo os cabelos me penduro para secá-los?). Ando sem paciência para esse “empurródromo” do comércio.
Agradeço o oferecimento da recarga e me dirijo ao balcão para retirar a mercadoria, que a essa altura já nem me lembrava de que era. Um rapaz me atende com um belo sorriso pega a nota da minha não e some. Quando vejo, o mesmo está do lado de fora do balcão, desembalando outra mercadoria qualquer para colocar no mostruário. Quando ia reclamar, surge outra criatura lá de dentro com o bendito liquidificador. Abre a embalagem , me pede que confira as peças, emite uma nova nota fiscal e avisa que devo fazer uma Xerox da mesma, pois ela apaga com o tempo e precisarei dela como garantia do produto que deve ser testado assim que chegar em casa, pois só tenho três dias para reclamar na loja algum defeito que for constatado nele.
Ah,  tá... Eu só queria comprar um liquidificador, mas quase tenho um ataque de nervos como o Sr Saraiva (interpretado pelo saudosíssimo Francisco Milani)... Graças a Deus o liquidificador está funcionando e se vocês me perguntarem: "- Está calminha agora?”, posso responder "- Agora tô!"

 
Que bom, quando a "temperatura" vai subindo poder me lembrar que Dona Joaninha sempre vem me visitar, aí esqueço do Sr Saraiva e volto a Guidinhar.
 

9 comentários:

Profª Lourdes postou o comentário número:

Oi Renata, vim retribuir o carinho da visita e participação no blog, fiquei feliz, volte sempre aquele cantinho é nosso. Postei na página de agradecimentos um mimo pra você, espero que goste. Abraços, uma tarde abençoada.

Leninha postou o comentário número:

Oi Renata!Ou devo me dirigir à Guidinha?

Menina,vou te passar a sugestão que me fez...você deveria imprimir estas crônicas,mas no seu caso,é para mandar para um editor e transformar em livro.Fico imaginando uma destas maravilhas que você escreve interpretada por Ingrid Guimarães ou pela Perissé...ia fazer as pessoas morrerem de rir.Como eu fiquei ao ler a odisséia da compra do liquidificador...

Adoro ler você e muitas outras pessoas também...isto é talento,amiga e não pode ser desperdiçado,viu?

Atualmente,quando as compras não obedecem a uma necessidade premente,estamos comprando pela internet...assim não nos submetemos a estes "empurródromos"do comércio,uma verdadeira briga de foice à cata de uma comissão.E não é só no comércio,nos Bancos também, tentam te empurrar uma série de "produtos",enquanto a fila vai crescendo atrás de você.

Bjssssss carinhosos,
Leninha

Amei os comentários sobre as Memórias.Obrigada,amiga.

Maria Suzete Retti postou o comentário número:

Oi Renata,
está cada vez mais difícil, encontrar um vendedor atencioso e amável, parece que o comércio anda todo de mau humor, mas o que pega minha veia é ir na lotérica pagar uma conta ou ir no correio postar alguma coisa e depois de pago ou postado vir a pergunta "a senhora não quer levar uma tele sena?"
Se eu quisesse tinha pedido.
Bjos. e lindo fim de semana.

maristela postou o comentário número:

É liquidificador é um problema mesmo. Acredita que comprei um no Wall Mart, testei na loja, cheguei em casa, usei, saiu fumaça, voltei lá, troquei por outro igual, testei, cheguei em casa, saiu fumaça, voltei lá e o rapaz disse que é assim mesmo. Bem, voltei pra casa e uso ele saindo fumaça até hoje. Parece piada né, mas é sério.
Adoro o jeito que escreve. A tragédia no seu modo de escrever vira comédia. Adoro.
E pelo visto o jeito é rir para não enfartar...kkk
Bjs

Lúcia Bezerra de Paiva postou o comentário número:

Adorei seu retorno (vi as pantufadas..) e a homenagem ao Milani (só gostava dele, naquele programa). Você cada vez mais sintonizada, alerta, esperta....Ninguém passa a Guidinha pra trás.
Estava com saudades de rir...das suas "crônicas (deliciosas) da vida real.

Beijos, bom domingo!

Maria Reciclona postou o comentário número:

Renata. Isso é mesmo irritante. Dá vontade de jogar todos os desaforos dentro do liquidificador e bater para testar qualidade do produto... o duro é que é capaz de quebrar a lâmina e a loja não vai aceitar a devolução do que eles mesmos causaram rsrsr. Um abraço querida.

Orvalho do Céu postou o comentário número:

Olá, querida
Eu tenho uma amiga que fez um compra enorme porque a vendedora achou que ela não estava "vestida á altura" da loja (com outra vendedora, claro e em dinheiro também, só pra conrtrariar)... desbancou a todos...
Deus te cubra de bênçãos e te faça feliz!!
Bjs festivos de paz

Cacau postou o comentário número:

Oi amiga!!!!
Fiquei tão feliz com teu comentário lá no meu bloguito. Obrigada pela atençao e carinho tá?
Olha, eu sei que é um transtorno esses perrengues que passamos em algumas lojas, mas amiga, não pude deixar de rir com sua forma de postar o acontecido. Adorei e ri muito com a historia do cabide...rsss
Grande beijo amiga, já te sigo faz tempo.

✿ chica postou o comentário número:

rsssssssssss...Sempre me divirto por aqui...Teu jeito é maravilhoso!! E mesmo que a temperatura suba, depois acalma... E olha, a temperatura da D.Joaninha que eu conheço, soooooooooooooooobe bem também,rsrs beijos,obrigado pelo carinho!chica

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...