Durma com um barulho desses...



No outro apartamento em que morava não podia abrir a janela do meu quarto -  tinha uma sabiá com seu ninho que se apossou do meu espaço e tentava me atacar cada vez que eu pensava em chegar perto. Agora, não sei se é a mesma família de sabiás que resolveu vir de mala e cuia para cá, mas sou levada a acreditar que o grupo deve trabalhar lá na CEASA, pois às 4h30min da matina seus membros já estão fazendo o maior estardalhaço como se o sol estivesse a pino. Acabei de constatar que vim morar praticamente dentro de um ninhal. Nunca vi tanto passarinho fazendo arruaça de madrugada. Dei-me ao trabalho de ficar observando por um longo tempo e sem exagero devo ter uma centena deles como vizinhos em um terreno aqui do lado. Conseguem fazer mais barulho que a criançada da escolinha - que fica nos fundos - no horário do recreio. A maluquice que está se apossando de minha cabeça é tanta que resolvi pesquisar canto de pássaros para identificar as criaturas. Sei que não vou conseguir acabar com a farra deles, mas pelo menos saberei quem está "mangando" de mim antes mesmo do sol raiar. O meu negócio sempre foi Botânica e agora me vejo sendo obrigada a mergulhar na Ornitologia. Vou precisar de tempo para a adaptação nessa minha vida tão próxima ao natural.  Antes o que ouvia era o cantar de pneus dos carros, sirenes de ambulâncias, um ou outro vizinho barulhento e algumas pequenas coisas que meus ouvidos já nem se davam conta, por estarem acostumados.
Fomos passar este último final de semana prolongado em outra cidade. Foi maravilhoso, mas acreditem, já no primeiro dia antes do amanhecer desperto com o barulho sabem de quê? Sabiás Laranjeira... Vou começar uma campanha para essas belezuras dormirem até um pouco mais tarde. Será que eles tem facebook? Acho-os seres maravilhosos, gosto de ouvi-los cantando, porém precisa ser tão cedo? Despertam, fazem uma confusão danada, me acordam e depois saem para uns bordejos por aí. Interrompem meu sono e caem fora... Fica essa pessoa aqui, tentando dormir novamente e quando consegue, está na hora de outro grupo de pássaros (que ainda não identifiquei) acordar e começar o seu trelelê. E eu que achava as maritacas e caxinguelês do local onde trabalhava barulhentos...
A noite chega e outro vizinho - o “senhor morcego”, começa a bater papo não sei com quem. Mais uma galhofa para cima de mim...
Ando sonolenta e agora descobri o motivo: Sono interrompido!!!! Só vejo uma solução: Tampão para os ouvidos...
E agora Guidinha? O jeito é me desfazer dessa minha natureza urbana e mergulhar de uma vez por todas na vida rural... Se eu der bobeira, o IBAMA vai exigir que eu fique em silêncio para não perturbar a fauna nativa...


10 comentários:

✿ chica postou o comentário número:

rssssss...Aqui eles chegam antes das 4 da matina. Acordo com eles e fico ouvindo.Imagino as carinhas. Dou uma cochilada, mas antes das 5 chega um com um canto lindo ,forte, mais do que os demais. Ele chaega com voz de CHEGUEI!

Lá tenta cantar partes da Primavera de Vivaldi,rs ( Sério, parece mesmo...)

Muito legal essas criaturinhas por perto. Prefiro esses do que os morcegões que andam e não voam e estão sempre por perto pra querer tirar nossa paz, se tentamos caminhar nas ruas... beijos,chica

Rô... postou o comentário número:

oi Re,

e aqui em casa são as maritacas,
que tagarelam desde cedo,
querendo ver quem chega primeiro aos lindos pés de manga,
bem que manga mesmo,não fica nem uma,
as danadinhas se apoderaram,e agora impossível despejá-las,
direito por uso capião...

beijinhos

Ale Quejinho postou o comentário número:

Estamos ficando muito urbanos, até os bichinhos estão

Turquezza postou o comentário número:

Menina, agora que vi que não leio você tem tempo. Por que será? Não vi as suas mais novas postagens (que adoro e me divirto muito rsrs).
Acho que o Facebook anda tomando muito do meu tempo ..... preciso me corrigir!
Volto para ler tudo.
Em Petrópolis, no Feriadão, os queridos passarinhos também me acordavam cedo rsrsr, mas como estava curtinho passear aproveitava para levantar cedo!
Agora vida normal em Nikity, vou dar mais atenção ao Blog e as visitas.
Já está no Sorteio lá? Aproveita.
Beijos minha querida amiga.

casa de professora postou o comentário número:

OI LINDA! QUE BOM LER SEUS MARAVILHOSOS ENREDOS...RS. FIQUE SABENDO QUE VOCÊ NÃO ESTÁ SÓ NESTA COISA DE TENTAR CONHECER OS PÁSSAROS VIZINHOS...AQUI EM CASA UMA TURMA TB FEZ UM NINHO COM UMA NINHADA QUE DÁ GOSTO BEM NO CANTINHO DO MEU QUARTO, PODE? ATÉ AGORA AINDA NÃO DESCOBRI A "MARCA" DOS MEUS PASSARINHOS...RS PERGUNTAREI AO MEU MARIDO QUE UM CONHECEDOR DESSAS FOFURAS BARULHENTAS...BEIJOS!

Leninha postou o comentário número:

Minha querida Renata,

Que delícia ficar livre das sirenes, dos pneus de carros e outros "barulhinhos" urbanos...aqui, nesta quase roça onde moro(pelo menos é o caminho para),ouço sirenes a todo instante, estudantes com seus simpáticos(histéricos) gritinhos e, também, para me alegrar, sabiá, bem te vi,maritaca e outro passarinho que ainda não identifiquei.Consigo me abstrair das sirenes, graças a Deus, já imaginou se não conseguisse, morando quase ao lado do hospital?

Mas uma coisa está me incomodando e muito:o tal do "asfalto na sua porta", que os alunos transformaram em "poeira dentro de nossas casas", com toda razão, pois a obra está parada e só nos restou aquela poeira preta, insuportável...
Ai, este meu comentário está virando uma Tribuna de Reclamações...rsrsrsrs.

Bjsssss, minha querida,
Leninha

Sua postagem, como sempre, está muito bem feita, uma crónica do cotidiano digna de ser lida em uma revista ou jornal.

Valéria postou o comentário número:

Que maravilha acordar com o canto desta galerinha!!! Domingo tive esta oportunidade, afinal estava na sua terra. rs rs Se precisar te ajudo com a identificação dos cantos. Vc sabe que sou boa nisto. rs rs
Quanto ao morcego, é fácil descobrir pq ele escolheu a sua janela...se as filhas gostam a mãe tb deve gostar. rs rs
Bjs

Conceição postou o comentário número:

Olá Renata,

eu embora more numa cidade, moro numa zona calma e acordo com os passarinhos a cantarem por volta das 6h, mas viro-me para o lado e durmo:) é que ainda é muito cedo. Mas têm um cantar tão lindo! E à noite, no verão, (como agora) oiço os grilos e as cigarras.
Beijinhos
São

António Jesus Batalha postou o comentário número:

Olá , passei pela net encontrei o seu blog e o achei muito bom, li algumas coisas folhe-ei algumas postagens, gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns, e espero que continue se esforçando para sempre fazer o seu melhor, quando encontro bons blogs sempre fico mais um pouco meu nome é: António Batalha. Como sou um homem de Deus deixo-lhe a minha bênção. E que haja muita felicidade e saude em sua vida e em toda a sua casa.
PS. Se desejar seguir o meu blog,Peregrino E Servo, fique á vontade, eu vou retribuir.

Lúcia Bezerra de Paiva postou o comentário número:

É muito gostoso, o amanhecer preenchido com a cantoria dos passarinhos. O ideal é que eles soubessem das horas e do tom em que deveriam cantar. Os que aparecem pela minha janela, são bem mais educados...sabem até quando é domingo, aparecem bem mais tarde...Os grandes maus-educados são os gatos, no terreno baldio ao lado: tiram o sono! Fazer o que?...a quem reclamar?

Bom domingo, Guidinha, um beijo!

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...