Circo? Claro que sim...


Em dezembro último, dei entrada em minha aposentadoria. Comecei a trabalhar aos quatorze anos, então estou encerrando um ciclo de trinta e oito anos de atividades profissionais. Uma história longa percorrendo mil caminhos, da música a biologia.
Consegui por todo esse período atuar em coisas que fazia com muito prazer. Fiz malabarismos para isso, já que conciliei trabalho, vida familiar, social e meu eu particular sem prejuízo na qualidade para nenhum deles. 
Acho que saí no lucro, pois agora posso pleitear uma vaga em algum circo. Circo? Claro que sim. São trinta e oito anos de equilibrismo, malabarismo, mágica, teatro, dança, palhaçada (no melhor sentido e das boas, pois muitas vezes chorando por dentro, fiz  gente que precisou de estímulo, sorrir ou até mesmo gargalhar). Nesse espetáculo já estive atuando também como animal ou domador. Engoli fogo, fui atravessada por espadas, fiz e doei (não vendi) pipocas, algodão doce, maçã do amor... Cuidei da bilheteria, arquibancada, cenário, vestuário, armei e recolhi lonas - que muitas vezes precisaram de remendos. Estive no palco e na platéia, sempre com o mesmo entusiasmo.
Já começo a preparar o meu currículo, pois sei que a aposentadoria não significa inatividade - o espetáculo continua, as praças de atuação é que serão outras. Estou me desvinculando do compromisso de exercer as atividades que me sustentam materialmente. Esse é apenas um pedacinho de minha história, talvez a que traga a iluminação, visibilidade. Só que o meu espetáculo é muito maior que tudo isso. Ele é feito de sangue, suor e lágrima muita vezes, mas sua essência é a alegria de viver espalhando otimismo e amor.
Posso pagar muito mico, porém quero a doçura de ser  pequeno mico de um realejo manipulado por Deus.
Seja lá a função que venha exercer nesse espetáculo e a duração da temporada, compartilho com Vandré sua maneira de pensar...

                                     "Tanta vida pra viver
                                      Tanta vida a se aceitar,
                                      Com tanto pra se fazer,
                                      Com tanto pra se salvar"

E  ainda  constatando  que ao refletir  sobre o pensamento  de Paul Valéry: O homem feliz é aquele que ao despertar se reencontra com prazer e se reconhece como a pessoa que gosta de ser."  Que me perdoe Roberto Carlos, mas  "Esse cara sou eu”!




Assim cheguei ao fim de 2012, com a sensação de conclusão de ciclo. Com esta postagem, participo do Mosaico de Ano Novo da blogueira Vera Moraes "O que mais gostei de fazer em 2012" lá no seu maravilhoso blog  Aqui Tem de Tudo .  Bora lá conferir o que a turma escreveu também?

12 comentários:

Biula postou o comentário número:

Oi, Renata!
Vc descreveu com realidade e poesia um longo caminho de trabalho, coisa que nosso país não parece valorizar. Mas, com a graça de Deus, que vc tem, suas futuras performances serão dignamente apreciadas e recompensadas.
Feliz 2013!
Beijocas,

Vera Moraes postou o comentário número:

Novo ciclo. E o aprendizado e os esforços são eternos. Essa é a grande mola propulsar para nos manter-mos vivos. O tempo todo somos presenteados com desafios. Engana-se quem pensa que com a aposentadoria tudo está acabado. Ledo engano. Continuar a vida com novas atividades e sobre um outro olhar, ganhos com as experiências vividas, pode ser um show onde o único espectador sortudo é você! Obrigada por participar do mosaico do Ano Novo! FELIZ 2013!! Bjus!

Turquezza postou o comentário número:

Bem vinda ao Circo srrsrsr
Sofremos, mas vivemos a alegria de viver.
Lindo texto amiga, como sempre.
Beijos querida.

✿ chica postou o comentário número:

Que legal!Parabéns pela aposentadoria! Tenho certeza, vais arrumar muitas coisinhas pra fazer e te ocupar! beijos,feliz 2013! chica

Carla postou o comentário número:

Renataaaaaaaaaaaaaaaaaa.. Que texto mais lindo, amei, me emocionou, muitas vezes nos sentimos num circo mesmo, tendo que arrancar gargalhadas onde só o que se tem é vontade de chorar. Gostei muito de ler isso, um texto muito inteligente. Que seu 2013 seja um espetáculo de alegrias e realizações. Um grande beijo e obrigada pela visita, to te esperando mais vezes. Luz e bem, sempre...
Carla
http://jeitofelizdeser.blogspot.com.br/

Rô... postou o comentário número:

oi Re,

esse Pais é mesmo um pai desnaturado,
parece não perceber que abandona os filhos à própria sorte,
muitas vezes,filhos menores e incapazes,
mas assim se vai levando,
e o mais importante é que nós filhos dessa pátria amada,não perdemos o viço,o brilho e a alegria de viver...

saudades de você!
que 2013 seja maravilhoso,
beijinhos

Adineia Souza postou o comentário número:

Ola Minha amiga bom dia ,,Vim lhe desejar UM OTIMO ANO NOVO pra vc ,cheio de Realizações muita paz saúde Que este ano de 2013 seja melhor que ano passado,,,,beijos gigantes a vc amiga por sempre estar em meu cantinho me visitando ,,,eu amo suas visitas,,venha sempre que poder me visitar ,,beijos com carinho ,Adinéia

Cora postou o comentário número:

Renata, que delicia de texto!!
Também quero chegar num ponto da vida onde eu possa dizer que vivi com paixão minha vida profissional!!

Parabéns minha amiga por todos este anos de trabalho e dedicação!!

um grande beijo!

Helena Compagno postou o comentário número:

Renata, quando li seu post contando que se aposentou, meus dedinhos coçaram com vontade comentar, mas prometi ao marido que nas férias não abriria o computador (li escondida no computador da filha!!!!), mas hoje eu rodeia a baiana e qué sabê? liberei geral! Tô aqui porque blogando porque já fiz tudo o que queria em SP e ainda tenho amanhã para dar o último giro. 2013 será um ano bem corrido e daí vou morrer de inveja da minha antiga vidinha de aposentada quando ficava só brincando. Vê, depois de velha resolvi assumir compromisso. Às vezes penso: "meu Deus, onde estava com a cabeça..." mas amo o que faço e só gostaria de voltar a ter os dias só para mim. Mas se tenho quero não ter. Vai entender, né?
Um ótimo 2013 para você e toda a sua família! Minhas irmãs passaram o Ano na praia de Copacabana. Por acaso você também foi para Copacabana se juntar com 50% do planeta? viu 3 malucas por aí?
Eram elas!
Beijos

Maria Cândida postou o comentário número:

Oi Renata, td bem ?
Em primeiro lugar quero te dar PARABÉNS pelo aniversário, um "pouco" atrasado mas não esquecido.Desejo a vc e sua família, um 2013 de bençãos e realizações.
Vc falou sobre sua aposentadoria, puxa! Vc fez por merecer e por mais difícil que seja nesse nosso país, tire proveito de tudo e nos felicite (mais vezes) com seus textos
maravilhosos.

Bj carinhoso minha amiga.

Cissa Branco postou o comentário número:

Renata,

Que delícia de texto, lindo, delicado, verdadeiro, enfim, perfeito, é aquele post que lemos e pensamos: "Puxa, como queria escrever assim!"
Que a aposentadoria venha logo e que os novos espetáculos iniciem.
Beijos

Leninha postou o comentário número:

" De manhã você acorda feliz,num sorriso que diz: Este cara sou eu!"
Temos todas um pouco do que o Roberto fala na música...nossos sentimentos, nossos desejos, nossas pequenas delicadezas.
Seu texto, como sempre, me fez sorrir, rir e me emocionar...e agora, com a aposentadoria, que tal pensar no livro de crônicas, hein Dona Renata! Ou será que é a Guidinha que escreve e é a ela que devo me dirigir?
Quanto ao que comentou lá nos Sonhos, como é que vivendo em épocas tão diferentes a doce juventude, como coincidimos tanto em gostos e atitudes?As minis, as leituras, os tempos hippies(eu só não saia para viajar pois já era uma Senhorinha),mas o resto era igual...

Que o seu circo seja repleto de alegrias e estrepulias, sorrisos e sonhos, malabarismos e trapézios durante este e muitos outros anos, sempre ao lado desta troupe maravilhosa.

Bjsssssss,
Leninha

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...