Lembrança viva de Natal

Participando  da   Interação de Natal ...


Em tempo de Natal, volto a uma antiga postagem (publicada aqui em 2011) que fala de minha amada avó materna - Guidinha. Foi em um 23 de dezembro que ela nos deixou, seu sepultamento aconteceu exatamente na véspera de Natal, data em que nos reuniríamos na casa de minha mãe para celebrar em família.

Como as famílias de meus pais sempre estiveram profundamente ligadas e todos os fatos tristes ou alegres, são compartilhados entre elas, deduzia-se que o “Natal” daquele ano tinha acabado para ambas.

Uma de minhas tias (irmã de meu pai) morava ao lado da casa deles e qual não foi a surpresa de todos, quando minha mãe tomou a decisão de transferir para casa dessa tia, a reunião familiar que aconteceria na casa dela. Guidinha - a mulher de mais oração e agregadora que já conheci na vida, nunca aceitaria a possibilidade da ausência de uma celebração natalina em família. Assim foi feito. Uma celebração linda, família reunida, crianças brincando, corações confortados mutuamente na oração coletiva que fez de cada um de nós uma grande manjedoura, acolhendo o Jesus que salva, acolhe e liberta. Na tristeza da ausência de Guidinha, percebemos que ela jamais nos deixaria, estava viva em Cristo, estava viva em nós. A noite de Natal de 1987 nos fez entender que o importante é que haja Páscoa em cada um.

Nosso Natal não é dia de presente, é dia de se fazer presente na vida do outro, para um grande abraço de acolhimento e paz.



Aqui republico minha antiga postagem em homenagem a nossa amada e sempre presente Guidinha.




 
Guidinha era a minha avó materna. Pequenina no tamanho, porém de frágil não tinha nadica de nada. Ela já se foi, mas é impossível não tê-la presente em nossos corações cotidianamente.


Nos finais de semana, já bem idosa, ia pra casa de minha mãe, onde tinha o seu quarto (nunca quis ir morar definitivamente com filho nenhum, manteve a sua casa até o final da vida).Meu marido, as meninas e eu também passávamos os finais de semana lá, já que morávamos em outra cidade. 

Em um desses domingos que estávamos lá, logo de manhãzinha ela me chamou para uma conversa reservada em seu quarto. Com ela não tinha rodeios e foi logo ao assunto:

- Minha filha, gosto demais do seu marido, mas como você consegue dormir com uma pessoa que ronca tanto?

Eu estranhando a pergunta, pois o maridinho não ronca...

- Ué vó, como assim? Ele não ronca, não.

A conversa seguia... vovó teimava em afirmar que roncava sim e não tinha deixado que ela dormisse a noite toda, no quarto ao lado...
Papo vai, papo vem... descobri então que o "tal" marido que roncou a noite toda, era o radinho de pilha dela, que debaixo do travesseiro e mal sintonizado, roncou, roncou noite a fora...

É vó, o marido não ronca, mas como também tenho o vício do bendito rádio de pilha, procuro sintonizar direitinho, antes que alguém leve a fama de roncador...”



Desejo a todos uma grande Páscoa Natalina!
Com carinho,
Renata Guidinha 

20 comentários:

Orvalho do Céu postou o comentário número:

Olá, querida Renata

"Os anjos disseram: Ó Maria! Deus te anuncia- Um Verbo, encarnado d’Ele, anjo novo é o messias, Jesus, Filho de Maria; será ilustre nesta vida e na outra; e estará entre os próximos a Deus.
Ele falará aos homens, no berço, assim como na maturidade, e estará entre os virtuosos."

DEUS vem nos visitar, alegremo-nos e n'Ele exultemos!!!

Vc foi pelo mesmo ponto que eu: SER PRESENTE NA VIDA DO OUTRO e ainda nos deu tantos bons ensinamentos, querida...
Colaborou também om um belo exemplo de Natal em família (assim que devemos ser Natal)... e com uma presença marcante da sua vó...
Maravilhosa postagem!!!
Seja muito feliz e abençoada!!!
Bjm festivo de paz e bem
P.S. Uma ótima Páscoa natalina para nós todos e, especialmente para VC e os seus amados...

✿ chica postou o comentário número:

Liundo,emocionante e ela está bem viva e presente até hoje,tenho certeza e a prova é a republicação! Lindo! beijos,tudo de bom,chica

pensandoemfamilia postou o comentário número:

Adorei ler seu post cheio de afetos e recordações.
É assim que entendo o Natal e por isso, mesmo não tendo meus pais e meus avós, continuo a manter a reunião em família.
bjs

Dorli postou o comentário número:

Oi Renata!
Dóceis e tristes lembranças. Nunca o Natal tem sentido sem nossos entes queridos.
Parabéns
Lua Singular

Marli Soares Borges postou o comentário número:

Oi Renata!
Adorei tua postagem! Natal é isso, se fazer presente na vida do outro, E acrescento, trazer o outro de presente na vida da gente. E foi isso o que você vez com sua vó Guidinha. E fez muito bem! Parabéns! Um grande beijo. Marli

Claudete postou o comentário número:

Linda mensagem renata, comovente, mesmo na saudade a Páscoa Natalina remete-nos à essência da verdadeira Paz e Ressurreição...É Natal ! Jesus nos visita e nos faz agregar em Família todos os valores cristãos. bela participação. Feliz Natal!

Lucinha postou o comentário número:

Renata,

Sua avó era muito linda! Amo fotos antigas como essa.
Também tenho lindas lembranças dos Natais em família, na fazenda de minha avó materna.
Essa do rádio mal sintonizado foi demais! rs Esse barulho é pior que ronco de qualquer marido. rs
Obrigada pelos seus lindos comentários lá no blog! Eu também amei conhecer vocês. Foi uma tarde inesquecível. Espero que isso se repita outras vezes.
Já deixo aqui meu desejo de um Feliz Natal pra você e toda a família! Beijos

Tetê postou o comentário número:

Linda a sua participação, Renata! Nossos avós tinham em comum o hábito do radinho de pilha! Minha avó era ligada na Rádio Globo 24h por dia! Sua avó, mulher de fibra: pequena em estatura mas de personalidade forte como um gigante! Bjks Tetê

Patrícia Pinna postou o comentário número:

Boa noite, Renata. Fiquei surpresa com o desenrolar do Natal, que superação!
Ao contrário de ser triste, foi alegre como sua avó gostaria que fosse!
Uma família unida sempre é a chave de tudo dar certo nessa vida.
Li e me emocionei com tamanho amor, raro hoje em dia.
Sua vó era linda, deveria ter a alma igualmente bela!
Beijos na alma e FELIZ NATAL!

Alfa & Ômega postou o comentário número:

Também participo dessa interação e cá estou para lhe prestigiar! Que relato lindo, menina! Adorei! Desejo a você e sua família um feliz Natal, na união e no amor! Abraço enorme!

Calu B. postou o comentário número:

Renata,
o sentimento de perda deu vazão à certeza da vida eternizada na celebração do Natal.Lembranças caras ganham maior brilho quando compartilhadas em família e acontecem como vc tão bem assinalou: fazendo-se presente na vida do outro.
Lindíssima participação.

Desejo um Natal coberto de bençãos e repleto de alegrias infindáveis para vc e toda tua família.
Bjos festivos,
Calu

Ailime postou o comentário número:

Olá amiga, um lindo e sentido testemunho de amor, na vivência do Natal ao jeito de Jesus! Que sua avozinha continue a brilhar lá no céu para todos vós e que o Senhor continue a uni-los assim com esse espírito fraterno de união no Amor de Deus.Beijinhos e Feliz Natal., Ailime

Sandra Portugal postou o comentário número:

Lindo relato! A presença e o carinho são sempre os maiores presentes!
bj Sandra
www.projetandopessoas.com.br

Miriam Bralli postou o comentário número:

Olá Renata,

Muito emocionante a sua postagem, realmente a saudade é uma questão muito complicada, mas devemos seguir... de preferência Felizes pois é assim que uma Família com o coração confiante em Jesus deve ser...

Um Natal Harmonioso para você e toda a sua Família!!!
1000 Beijokinhas

Clara Lúcia postou o comentário número:

Que post lindo! Que linda homenagem!
Que sua avó esteja bem, que sua lembrança seja de saudades e não de sofrimento e que o Natal de sua família seja fraterno e amoroso, como tem que ser.
Beijos

http://blogsimpleseclara.blogspot.com.br/2013/12/como-vira-o-meu-natal.html

Mônica postou o comentário número:

Que lindo Renata.
O nosso Natal este ano sera diferente. Existira MAIS UM MEMBRO agora seráo seis sobrinhos e nao cinco como escrevi . Preciso ate arrumar o meu inicio.
Um grande abraço e um grande Feliz natal
sua sempre amiga Monica

Jesus puro amor postou o comentário número:

Parabéns pelo blog
"Mestre, qual é o grande mandamento na lei?
E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.
Este é o primeiro e grande mandamento.
E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo.
Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas. Mateus 22:36-40"

JAN postou o comentário número:

Lindo seu relato, Renata!
Conseguir comunhão com Jesus em meio à tristeza da morte é o ápice da fé.
Mexeu comigo...

Abração
Jan

Manuela Teixeira postou o comentário número:

Querida Renata,
Desejo-te um Natal cheio de amor, paz e esperança e uma excelentes entradas em 2014.
Bjnhos,
http://saborescomtempo.blogspot.pt/

Evanir postou o comentário número:

Um abençoado ano novo
Deus esteja contigo e sua familia beijos,Evanir.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...