Grávida, eu? Milagre...


Tem coisas que parecem só acontecer comigo, em compensação outras, só eu mesma para fazer... Então, sou feliz assim e vou vivendo numa boa.

Pois é, me dirigi hoje pela manhã a um Posto de Saúde para tomar a segunda dose da vacina Dupla... Acho melhor parar aqui e contar a história do começo.

Em dezembro de 2014 acompanhando minha irmã, fui ao Posto de Saúde levar uma sobrinha para tomar vacina. Chegando lá perguntei: "Tem alguma vacina aí pra mim?" As atendentes pensaram que era gozação, mas falei sério. Minha irmã ficou um tanto chocada achando que eu estava maluca. Mas gente, adulto quase idoso não pode tomar vacina? Estou naquela faixa que para umas coisas dizem que sou velha, para outras sou nova demais, ou seja, estou numa condição meio "limbo". Quando as atendentes viram que era sério iniciaram o seguinte diálogo comigo.

- Sua vacina Dupla está em dia?

- Olha, minhas filhas já são adultas e eu nem me lembro para que serve a vacina Dupla... 

- Tétano e Difteria.

- Ah tá. Lembrei-me agora. Tem para adulto? Posso tomar?

- Vai querer?

- Claro. Pode aplicar.

- Só tem essa?

- Hepatite B já tomou?

- Não me lembro, tem problema?

- Trouxe a carteirinha de vacina?

- Está em casa. Eu não ia tomar nenhuma...

- Da próxima vez você tem que trazer.

- Eu sei, já está quase vencendo a vacina contra Febre amarela. Ano que vem tenho que tomar...

- Vai querer a da Hepatite B?

- Pode tomar junto?

- Junto não, uma em cada braço...

- Ãh, vou querer então. Se não tem problema...

- Pode se você não tem problema... Existe a opção de tomar nas nádegas, pois a Dupla pode doer mais, vai querer onde?

- Mas como é essa dor? É braba assim?

- Não. É uma dorzinha comum, mas tem gente que reclama.

- Vai doer agora ou vai doer depois? É que vim dirigindo e preciso dos dois braços sabe?

- Não dói assim tão forte. Só não deve fazer força.

- Bom, não tenho problema e dirigir não precisa fazer forrrrça assim, né? Pode aplicar no braço...

Conclusão, saí de lá feliz da vida, vacinada e com um novo cartão de vacinação onde estava registrado que teria que tomar mais duas doses de cada vacina no intervalo de dois meses entre elas...

.............................................................................................................

Dois meses depois (tipo hoje), voltei... 



Aqui  retomo ao dia de hoje e a nova visita ao Posto de Saúde. Desta vez era o marido que estava dirigindo, o que nem precisava, pois a experiência anterior do pós-vacina, não foi ruim. Não fiquei com os braços doloridos. Porém como ainda iríamos a outros lugares estávamos juntos nesta parte do "programa" também.

Chego à sala de vacinas cheinha de disposição, dou bom dia ao povo que estava trabalhando. Ninguém na fila para vacina. Sou a única pessoa para quatro funcionárias muito simpáticas e uniformizadas atenderem. Sala arrumadinha, vacinas sobrando (bom, não sei se estão sobrando, isso também é maluquice, mas que tem vacina direitinho tem). Entrego meu cartão de vacina fornecido na última estada lá... Ai, uma delas me pergunta:

- Quantos meses?

- Dois ué. A última foi há dois meses...

 Aí minha ficha cai e eu percebo que a funcionária pensa que estou grávida. Caio na gargalhada e a moça fica muito sem graça. Barriga nenhuma. Não chego a ter a tão almejada barriga negativa, mas também não é positiva (talvez mais uma coisa no limbo).

- Minha filha, se eu estivesse grávida com 54 anos e tendo feito laqueadura de trompas no século passado, acho que seria a primeira gestante que vocês iriam atender neste posto com essa idade e condições. Até minha foto vocês teriam que colocar na parede aí, dizendo que vacina aqui faz milagre... 

Caio na gargalhada e elas conseguem embarcar na minha, quebrando aquele climão de constrangimento, pois  estavam pensando que eu tinha ficado ofendida.

Uma chegou a explicar que minha cara é de novinha....  Me engana que eu gosto, mas tudo bem, com 54 anos alguém pensar que você está grávida é elogio natural, não é?



Tomo as vacinas e na saída aviso que daqui dois meses volto grávida. Se a vacina não funcionar a culpa é delas...



Marido que tinha ido estacionar o carro vem ao meu encontro e fica espantado por me ver sair da sala de vacinação rindo tanto... Gente vacina faz bem, vacina previne até mau humor!
Minha barriga e eu no momento... Quantos meses? Precisamente 650.

15 comentários:

casa de professora postou o comentário número:

QUE BOM QUE ESSAS COISAS ACONTECEM COM VOCÊ AMIGA, SÓ ASSIM VC APARECE PRA NOS CONTAR E NOS FAZER RIR...KKKKKK, BJS!

Lucinha postou o comentário número:

Renata,

Estou rindo muito da sua história. Essas coisas só acontecem com você.kkk
Menina, quando li o título, pensei que fosse verdade. Milagres acontecem. Eu creio. rs
Você é magrinha e não tem barriga de grávida. Se você estava com esse vestido, pode ser porque ele é solto. Rs
Outra coisa: eu nunca vi ninguém pedir pra tomar vacina. As enfermeiras devem ter ficado surpresas. O diálogo foi ótimo. Rs
Vamos esperar os dois meses. Rs
Beijos

Lucia Costa Siqueira postou o comentário número:

Oi
Me diverti muito com sua história!!!
Bom retornar aqui seu cantinho sempre aconchegante!!
Boa semana querida !!!
Bjssss

Maria Teresa Valente postou o comentário número:

Oi Renata, que saudade das suas histórias e da sua alegria. É muito bom falar das vacinas para adultos, as pessoas não divulgam tanto, mas é muito importante. Mantenho minhas vacinas todas em dia, agradeço pela alegria que contagia, abraços carinhosos
Maria Teresa

leninha brandao postou o comentário número:

Oi Renata,
É sempre muito bom ler as suas "odisséias"...ri muito e estou rindo até agora imaginando as caras das pessoas que estavam lá.E,realmente só acontecem com você, a minha cronista predileta.E o livro vai sair quando?
Um beijo e obrigada pela alegria que sempre nos oferece.

Rosa postou o comentário número:

Coincidência danada, também tomei vacina anti-tetânica uns meses atrás, mas ainda não tive tempo de voltar prá outra dose. Mas prá mim só perguntam se tenho diabetes e osteoporose, cara de velha mesmo... Mas adorei os diálogos...

Beijos!

Manoel José de Santana postou o comentário número:


Obrigado amigo (a). Estou fazendo uma visita ao teu Blog. Meus parabéns pelos teus trabalhos e sucessos. Abraço de Manoel Limoeiro. Recife PE.
'Feliz “dia das mães”.

http://grupounidoderodafogo.blogspot.com.br/

Recife, 10 de maio de 2015.

Roselia Bezerra postou o comentário número:

Olá, querida Renata
Comigo aconteceu algo engraçado também: fui com o netinho e a enfermeira pediu pra ele me segurar... ele adorou pois tem apenas 3 aninhos... rs... achou que era de verdade o fato de ter que segurar-me e ainda gostou que nem chorei... rs...
Confiemos nas vacinas e vivamos com qualidade de vida!!!
Bjm fraternal

Jô Turquezza postou o comentário número:

Ah Renata você é hilária! Adoro suas "tiradas".
Temos que levar a vida na brincadeira mesmo, do contrário as rugas vem com todas força do mundo ahhha
Você é linda!
joturquezzamundial
Beijos.

Maitê postou o comentário número:

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.......Fazer o que,isto chega a ser um elogio.Eu,com minha eterna barriguinha que não me deixa,já ouvi esta pergunta no elevador,junto com o marido e me senti uma Hipopotamo de tão gorda...kkkkkk.
Tem uma musica que eu amooooo,ouço muito e me tranquiliza sempre,porque pra mim Deus esta sempre na minha frente,e nas minhas costas...Me protegendo e abrindo os caminhos.....
Olhe no You Tube....VOCÊ E O ESPELHO.....
mUITOSSS BEIJUSSSSSSSSSSS.
dEUSA

REINVENTANDO postou o comentário número:

Oi Renata!!
Tudo bem, sentindo falta das suas postagens.
Bjs,
Sandra

Nívia F. postou o comentário número:

Ohhhhh, Renata! Que ótimo receber um comentário seu lá no meu blog! A vida realmente é uma montanha-russa. Estou passando por um problema de saúde meio grave agora e tenho tentado não deixar isso me abater. A vida nunca anda na mesma velocidade e nem se mantém estável... Nós só precisamos estar fortes para viver os momentos, sejam bons ou ruins.
Mas vamos ajeitando aqui e ali pra chegar o dia em que mudaremos os rumos das coisas.
Bom demais te ver por lá. Volte sempre que puder. Também não consegui voltar com força total ao Blog, mas tenho tentado.

Tudo de bom pra vc! Bjs

casa de professora postou o comentário número:

KKKKKKKKKKKK, SÓ COM VOCÊ RENATA...AMO SUAS NARRATIVAS...BJS!

Roselia Bezerra postou o comentário número:

Olá, querida Renata
Como está?
Tomara que bem!
Vim convidar-lhe pessoalmente...


http://www.idade-espiritual.com.br/2015/12/vi-interacao-fraterna-de-natal-o_5.html

Quem sabe se anima a voltar a blogar?!
Bjm fraterno

Diana Machado postou o comentário número:

eheh é um erro normal, ela olhou para ti e nem sequer te achou com essa idade, ninguém te dá mais de 50 ;)

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...