Amor entre gerações... #52semanasdegratidão

Ausente aqui do Blog por não conseguir administrar o tempo da forma que desejo, chego hoje aqui para falar de gratidão, incentivada pela proposta da Elaine... (Aqui)
                              
                                                      *

Sou no momento, parte da geração base de minha família paterna, ou seja, o meu pai Renato e seus dez irmãos - Wilson, Milton, Risoleta, Odilla, Altair, Dirceu, Léa, Alair, Carlos e Carlúcio, já faleceram. Assim meus primos e eu, somos a geração mais velha atualmente. Embora tenha primos das mais diversas faixas etárias, alguns com  80 anos ou mais, mesmo sendo muito mais velhos que eu, somos todos representantes de uma mesma geração familiar. Depois de nós, vieram outras, e mais outras. Formamos um clã numeroso.
Comecei a ter acesso aos arquivos familiares guardados por meu pai e duas de suas irmãs... Fui descobrindo um mundo novo, descobrindo minha essência. Tomando ciência real de quem sou.
Em 2016, minha prima Jussara, sem mesmo ter noção da importancia do seu ato em minha vida, me entregou uma caixa com cartas trocadas entre seus pais ao longo do tempo de namoro e inicio do casamento (1942/1954). São mais de 300 cartas. Essas cartas não estavam em ordem e foi um trabalho muito grande coloca-las numa sequência cronológica. Digitalizei tudo. No momento estou transcrevendo-as para facilitar a leitura de outras pessoas. Já estão completamentes organizadas e arquivadas de maneira que possam ser lidas sem o contato manual, para que não se danifiquem.
A medida que vou transcrevendo, viajo no tempo e tenho um encontro maravilhoso com meus antepassados. Vou me identificando com a maneira de escrever, com os fatos relatados, vou me descobrindo.
E o que isso tudo tem a ver com gratidão? A gratidão por meus amados tios Almir e Léa (cunhado e irmã de meu pai) terem guardado pela vida toda a correspondência trocada por eles, a gratidão por minha prima Jussara ter confiado a mim este trabalho, a gratidão a Deus por me permitir viver experiência tão única e especial. A gratidão destas cartas terem sido só o começo das coisas que foram chegando as minhas mãos e hoje reforçam  minha identidade. A gratidão a Deus por permitir que eu organize, registre e transmita as gerações seguintes a história de nossa família, com provas materiais  de que os nossos laços sempre foram feitos com fitas de amor. A gratidão de sempre ter me sentido tão amada, a gratidão por ter um família para amar.


                                               
#52semanasdegratidão  - Blog da Elaine Gaspareto

12 comentários:

✿ chica postou o comentário número:

Renata, que lindo teu post e essas descobertas que te trouxeram de volta ao blog! Adorei ver e ler! bjs praianos, linda semana,chica

Elaine Gaspareto postou o comentário número:

Renata, que coisa mais linda!
Amo história, e essas cartas são história, micro é bem verdade, mas história!
Fico pensando que nossa geração não saberá o que é isso pois não existe mais correspondência assim, tudo é digital, volátil...
Mas, por outro lado... imagina daqui umas décadas alguém abrir este blog por acaso... e for lendo o que uma certa Renata escreveu, os sonhos que sonhou, as vitórias que teve, as reminiscências...
Penso meu blog assim, sabia?
Feito para ficar...
Me emociona imaginar que alguém o lerá um dia, quando eu já não estiver mais aqui...
Muito obrigada por participar!!!!
beijossss

casa de professora postou o comentário número:

Muito bom poder saber sobre a vida de nossos antepassados...muito gratificante! Pena que eu tenho quase nada de minha história passada...Fico feliz por você!

Andreia Alves postou o comentário número:

Boa noite Renata!
Que post lindo de ler, amei!
A família é um projeto de Deus e você tem uma família linda, com uma história de amor fascinante!
Ser grato por nossos entes queridos é uma benção, pois a nossa família é tudo!
Bjooo no coração...
http://lugarescoloridos.blogspot.com.br/

Ipsis Litteris postou o comentário número:

Olá Renata, como é uma benção agradecer os antepassados e principalmente deixar viva a história da família! Deus abençoe sua família sempre, sempre! Bjs. Nice

Neli Rodrigues postou o comentário número:

Nossa, que trabalho interessante. Um achado histórico-familiar. E vc tão cuidadosa com tudo isto. Parabéns!
Gratidão mesmo.
Bjs

Anabela Jardim postou o comentário número:

Nossa! Que benção! Fico pensando que daqui pra frente isso vai ficara quase impossível de se repetir, hoje não escrevemos cartas, tudo se cria e se perde no virtual...

Valéria Russo postou o comentário número:

Renata, quanta emoção vc não deve estar sentindo ao tocar e ler tanta coisa que eles vivera, um amor em correspondência, que coisa mais maravilhosa, ainda sou do tempo em que enviávamos cartas aos amigos, mandava várias aos namorados rsrsrs, e até hoje ainda curto isso mesmo que menos, a era digital mesmo facilitando nossas vidas nos roubou um pouco de magia e romantismo!Que toda essa história linda possa continuar a inspirar vc e seus descendentes por todo o sempre. Agradeço seu carinho e visita ao Uivo da Loba, obrigada por palavras tão queridas de força, luz e fé. Gratidão!
Bjuivos no seu coração.

Loba.

Maria Reciclona postou o comentário número:

Querida renata, Que linda história. Poder resgatar tantas emoções, tantos fatos, tanto amor deve ser por demais emocionate. É memso um bom motivo para ser muito grata. Mas também para receber muita gratidão da parte das futuras gerações que terão tudo isto para desfrtutar de suas delicadezas. Um abraço, querida.

Roselia Bezerra postou o comentário número:

Boa noite, querida amiga Renata!
Há pouco tmepo me foram entregues cartas pela tia guardadas com carinho por 50 anos pois as havia catalogado pelas suas Bodas de Ouro e me fizeram adentrar ainda mais na família que amo...
Temos muito em comum... sua sensibilidade me enternece também...
Muito bom poder interagir com a Elaine nesta roda festiva de gratidão ao longo do ano!
Seja muito abençoada e feliz!
Bjm muito fraterno e grato

Lucinha postou o comentário número:

Renata,

Que história linda. Você tem uma preciosidade em suas mãos.
Lindo trabalho que você está desenvolvendo. Ao mesmo tempo viajando no tempo.
Sua gratidão me tocou.
Abraços

Meri Pellens postou o comentário número:

Que lindo! Maravilhoso poder tocar numa parte tão especial de uma história de amor. Sem palavras.
Bjk e abençoado fim de semana.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...