Regras da casa...


Conversando sobre refeições com uma amiga, acabei me lembrando da importância de uma mesa familiar...


Faz algum tempo, vivemos uma situação interessante durante uma de nossas refeições familiares. Estávamos jantando, os habitantes de nosso chatô acrescidos de duas crianças do grupo familiar, uma menina e um menino de seis e sete anos respectivamente.

A menina, que frequentava com menos regularidade a casa, levantou-se assim que acabou de consumir o que havia em seu prato. Uma de minhas filhas chamou a sua atenção, pedindo para que retornasse a mesa, pois aqui ninguém se levanta antes que todos terminem as refeições. Explicou que não nos sentamos apenas para comer e sim para conversarmos, fazermos companhia uns aos outros. A pequena achou tudo muito estranho, mas não se opôs a retornar para nosso grupo. Ao mesmo tempo em que o menino, já habituado a participar de nossas refeições, resolve explicar que aqui é assim. “Nessa casa é preciso obedecer às regras e as regras são coisas necessárias para organizar a vida”- filosofou o moleque.

No dia seguinte, reunidos na casa de minha mãe, essas mesmas crianças estavam partilhando uma refeição com outros primos mais velhos. A menina foi logo avisando - "Não podemos levantar antes de ninguém. São as regras de tia Renata."

Depois desses dois episódios, percebi que na verdade isso não foi imposto em nossa casa, as coisas foram acontecendo com naturalidade desde que nos casamos e seguimos assim com a chegada das filhas. Sempre fizemos nossas refeições juntos e esses momentos são muito prazerosos. A mesa é arrumada com carinho, a comidinha é simples, as travessas são organizadas com capricho tendo sempre o envolvimento de todos nessas tarefas. A conversa rola solta, mesmo se o tempo for curto. Perdi a conta das vezes que no decorrer dos anos, os horários das refeições foram revistos só para conseguirmos conciliar refeições familiares x atividades profissionais ou escolares. Não perguntem como, mas conseguimos. Hoje concluo que nossa família foi construída ao redor da mesa de refeições.
Só cria vínculos e tem intimidade, aquele que convive, partilha, está junto... Assim, seguimos nos aninhando por aqui, tendo nossa mesa como um grande referencial familiar.


 















3 comentários:

✿ chica postou o comentário número:

Maravilha e compartilho da mesma regra e pensamento. Acredito que na mesa é uma hora de alimentar o corpo,mas de vivencias, conversas... Tenho certeza que a mesa coloca até limites... Que bom que as crianças se dão conta das regras...Farão bem pra elas pra toda vida! bjs, chica

Anabela Jardim postou o comentário número:

Concordo com você. Minha mãe também nos criou assim e vamos prosseguindo com o costume. Bjs

casa de professora postou o comentário número:

Que bom que vc está aqui novamente, amo ler suas crônicas familiares, nunca me esqueço de uma em que vc menciona uma dentadura te sorrindo do fundo da xícara, era de sua tia, eu acho, como amei aquilo...bjs! rs...

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...